Trending

 


Rodoviárias do Estado encerram atividades em meio a baixa de passageiros

 

Foto: Camila Marinho / TV Bahia

A queda de passageiros durante a pandemia foi um dos fatores que provocou o fechamento de 27 rodoviárias no Rio Grande do Sul, avalia o setor. Atualmente, dos 497 municípios do estado, apenas 173 (35%) contam com estações para o transporte intermunicipal conforme o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (DAER).

Apenas em 2022, sete estações encerraram suas operações. Entre elas, estão cidades de médio porte, como Santana do Livramento, na Fronteira Oeste, e São Sebastião do Caí, a 66 km de Porto Alegre. A rodoviária de Tramandaí, município do Litoral Norte bastante procurado por turistas no verão, também fechou as portas.

"Cortou seguramente em 50% [o número] de passageiros que nós tínhamos na época anterior à pandemia", diz Nelson Noll, presidente do Sindicato de Agências e Estações Rodoviárias do RS.

A rodoviária de Sananduva, na Região Norte, anunciou que deve fechar até o fim deste mês.

Além do fechamento de estações, outro problema preocupa o setor. As licitações para a gestão de rodoviárias não recebem interessados. Nos últimos anos, 74 processos terminaram desertos. O sindicato considera que a grande quantidade de exigências e a nova configuração do negócio, depois da crise, afastam possíveis operadores.

O DAER informou que, nos municípios onde as estações deixaram de ser viáveis para os concessionários, regulamentou o funcionamento de agências rodoviárias. Nesses locais, são feitos serviços de venda de passagens e despacho de encomendas, sem a existência de uma estação.

Fonte: G1 RS

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem