Trending

 


Prefeitos irão a Brasília tratar da ponte internacional

Pela segunda vez valor da oferta do Governo Federal em licitação, fica aquém do orçado pelas empresas interessadas na obra

Foto: Fernando Gomes

Uma comitiva de prefeitos da Associação dos Municípios das Missões (AMM) estará na próxima semana em Brasília para tratar no Ministério da Infraestrutura e no Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (DMIT) assuntos relacionados à construção da Ponte Internacional ligando Porto Xavier a San Javier, na Argentina. 

Pela segunda vez o valor orçado no processo licitatório do Governo Federal ficou aquém da proposta das empresas interessadas em executar a obra, frustrando a licitação. 

De acordo com o prefeito de Santo Ângelo e presidente da AMM, Jacques Barbosa, enquanto o valor destinado pelo Ministério da Infraestrutura para a obra ficou em R$ 220 milhões, o orçamento da empresa interessada está em R$ 251 milhões. “As empresas alegam uma defasagem de R$ 31 milhões. Iremos solicitar a reavaliação e atualização da planilha de valores, considerando o aumento dos insumos com a inflação vigente”, declarou. 

Jacques estará na capital federal acompanhado do prefeito de Porto Xavier, Gilberto Menin, e do vice-presidente da AMM, o prefeito de São Nicolau, Ricardo Klein, em audiência com o ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, e com o diretor-geral do DNIT, Antônio Leite Santos Filho, solicitando que a União aceite o aditivo de R$ 31 milhões ofertados pela empresa para que a construção ponte internacional, uma luta regional de mais de 40 anos, tenha início em breve.

RODOVIAS FEDERAIS

Na ocasião, adiantou o presidente da AMM, a comitiva também vai pleitear recursos para a duplicação de trechos da BR 285, trecho de São Luiz Gonzaga a Panambi. Conforme Jacques, a construção da terceira pista é considerada prioritária para a região. “A duplicação do trecho tem estudo de viabilidade técnica e ambiental a cerca de dez anos. É uma prioridade elencada pelas associações de municípios. Precisamos de recursos para efetivar a obra”, argumentou Jacques.

Outra pauta que deverá ser abordada pelos prefeitos missioneiros está relacionada à extensão da BR 392, entre Santo Ângelo e Santa Maria; e a construção da BR 472, trecho entre Porto Xavier e São Borja. 

Fonte: Prefeitura de Santo Ângelo / AMM

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem