Trending

 


Veto ao projeto Pró-Missões é derrubado na Assembleia Legislativa

 Deputados reafirmaram a importância das Missões na história do Rio Grande do Sul

Uma comitiva de prefeitos, ex-prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, secretários municipais e membros do Grande Projeto Missões, marcaram presença na galeria do plenário da Assembleia Legislativa, durante a sessão que derrubou o veto do governo ao Projeto de Lei que institui o Programa Estadual de Apoio e Fomento às Atividades de Valorização e Resgate Histórico das Missões Jesuítico-Guarani.

Com 5 votos favoráveis e 44 contrários, a Assembleia Legislativa derrubou, na sessão plenária desta terça-feira, dia 28, o veto do governador Ranolfo Vieira Júnior ao projeto de lei 517/2019, que institui o Programa Estadual de Apoio e Fomento às Atividades de Valorização e Resgate Histórico das Missões Jesuítico-Guarani, denominado Pró-Missões.

Na tribuna, muitos parlamentares justificaram o voto, destacando a importância da proposta e lembrando que alguns itens do projeto, que poderia ensejar possível inconstitucionalidade, já haviam sido alterados na discussão e votação ocorrida na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). “O Pró-Missões não é um programa apenas para a região das Missões, mas para todo o Estado, pois a saga dos padres jesuítas com os índios guaranis tem reflexos em todo o Rio Grande do Sul e compõe a própria identidade povo gaúcho”, lembrou Eduardo Loureiro (PDT) na tribuna. 

O projeto do Pró-Missões é uma iniciativa de entidades e estudiosos no tema e foi apresentado pelo deputado Capitão Macedo (PL).

Fonte: Assessoria de Imprensa da AMM 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem