Trending

 


Segurança alimentar e nutricional é discutida em conferências municipal e regional

Encontros são preparatórios para a conferência estadual agendada para os dias 27 e 28 de julho  

Fotos: Fernando Gomes

O Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (COMSEA) de Santo Ângelo promove nesta quarta-feira, 29, a quarta edição da Conferência Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional e a Conferência Regional.

O evento foi realizado no auditório da APAE com o tema “A fome voltou! Medidas já” e o objetivo de articular e mobilizar a sociedade civil, promovendo ações voltadas ao combate à miséria, fome e a desnutrição.

POLÍTICAS PÚBLICAS

Em seu pronunciamento, o prefeito em Exercício, Volnei Teixeira, afirmou que os índices da insegurança alimentar são preocupantes e requerem ações estratégicas e eficazes. Ele lembrou que em Santo Ângelo, o Governo Municipal inclui a produção familiar em diversos programas. “Os alimentos dos nossos agricultores são incluídos, via Banco de Alimentos, na oferta para nossas entidades assistenciais, nas cestas básicas distribuídas para as famílias cadastradas na Secretaria de Desenvolvimento Social e nas refeições distribuídas pela Cozinha Comunitária”. Lamentou ainda a suspensão do antigo Programa de Aquisição de Alimentos. “Somente em Santo Ângelo, mais de 80 produtores deixarão de ter uma renda assegurada, mais de 500 mil reais não irão circular e 14 entidades filantrópicas ficarão sem alimentos de qualidade”.

O secretário municipal de Desenvolvimento Social e Cidadania, Adolar Queiroz, também falou sobre as políticas públicas para combater a fome. “O Governo Federal acabou com o Conselho Nacional de Segurança Alimentar e isso indica a desvalorização de um setor que deveria receber toda a atenção possível”.

Ubiratan Alencastro, presidente do COMSEA, frisou que é preciso dar ênfase a políticas públicas que atendam às famílias em que a fome nunca esteve ausente. “Existe o desafio de garantir o direito constitucional de prover a alimentação dessas pessoas e estratégias para isso vamos debater neste evento”.

PALESTRA

O presidente do Conselho Estadual de Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional do Rio Grande do Sul, Juliano Sá, foi o palestrante do evento, ressaltando que o problema da fome cresce nos grandes e pequenos municípios gaúchos. “A situação só não é pior pois existe uma grande corrente de solidariedade, por parte de diversos setores da sociedade civil, mobilizados em ações para a doação de alimentos”.

A programação da tarde prevê a realização de trabalhos em grupos para tratar da produção, abastecimento e acesso aos alimentos; educação alimentar e qualidade dos alimentos; políticas públicas de Segurança Alimentar e Nutricional e Sistema de Segurança Alimentar e Nutricional (SISAN). E será encerrado com discussão plenária e escolha dos Delegados para a Conferência Estadual, agendada para os dias 27 e 28 de julho.

PRESENÇAS

Também participaram da solenidade de abertura do evento, Vando Ribeiro, presidente da Câmara de Vereadores; Álvaro Uggeri Rodrigues, secretário municipal de Desenvolvimento Rural (SDR); Rubens Tesche, supervisor regional da Emater; Diomar Formenton, coordenador de Programas e Projetos da SDR e Janira Mânica, diretora administrativa da APAE.

Texto: Hogue Dorneles

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem