Notícia

Vigilância Epidemiológica registra 248 casos de diarreia aguda em São Luiz Gonzaga

Freepik
Desde o dia 13 de outubro, a Vigilância Epidemiológica do município contabiliza os casos de diarreia aguda de provável origem viral em São Luiz Gonzaga. Até quinta-feira (28), 248 casos foram registrados.  

Conforme a coordenadora do Centro de Saúde – local onde está instalada a Vigilância Epidemiológica – a enfermeira Águeda Balbé, os ESFs e o Hospital São Luiz Gonzaga possuem planilhas de acompanhamento e fazem o controle das pessoas que consultam com sintomas de diarreia. A enfermeira informa que a Vigilância Epidemiológica encaminhou amostras ao Laboratório Central do Estado do RS (LACEN/RS) e aguarda os resultados para confirmar o agente causador da doença.    

SINTOMAS   

De acordo com nota técnica, as doenças diarreicas agudas (DDAs) são doenças gastrointestinais que têm como principal sintoma a diarreia, podendo – ou não – estar acompanhado de dor abdominal, náusea, vômito e febre. De maneira geral, os causadores envolvem uma ampla gama de micro-organismos patogênicos ou agentes não infecciosos. Dentre estes, o Norovírus. A infecção por Norovírus é caracterizado por diarreia, vômito, febre, dor de cabeça e dor de estômago. Desidratação e desequilíbrio eletrolítico são possíveis complicações. A gastroenterite se desenvolve de 12 a 48 horas após a exposição. A total recuperação geralmente ocorre entre um e três dias.  

A forma mais comum de transmissão do Norovírus é de pessoa para pessoa, seja de forma direta ou por meio de intermediários, quando as fezes ou vômito contaminados com o patógeno contaminam a água ou alimentos. Superfícies contaminadas também contribuem para a propagação. 

FONTE: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de São Luiz Gonzaga com informações da SEMSA

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.