Notícia

Hospital de Caridade de Ijuí realiza primeira captação de órgãos do ano

Foto: HCI
Na manhã de segunda-feira, dia 12, a equipe de captação de órgãos do Hospital de Caridade de Ijuí(HCI) fez o primeiro procedimento do ano, com apoio da central de transplantes do estado, que resultou na retirada de rins e fígado. A doação só foi possível porque a família da paciente, de 68 anos, diagnosticada com morte encefálica, consentiu a doação de órgãos e tecidos. “Resulta de um trabalho integrado de diferentes equipes e principalmente pela grandeza do gesto da família da doadora”, avalia a coordenadora da Comissão Intra-hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes do HCI, enfermeira Dircelene Heck.

A comissão auxiliou na articulação para que o processo transcorresse de maneira correta e organizada, envolvendo equipe de unidade de terapia intensiva, bloco cirúrgico e a central de transplantes do estado, que faz toda a logística para o rápido transporte de órgãos à Porto Alegre. O tempo total entre a captação e a realização do transplante não pode ultrapassar quatro horas. " No primeiro semestre tivemos a abertura de protocolos, que não evoluíram por causa de  parada cardíaca antes de concluir os trâmites que devemos cumprir, conforme a legislação vigente", disse Dircelene. 

A médica da Cihdott do HCI Caroline Rossini Schneider, acredita que a  primeira captação do ano em Ijuí traz uma nova esperança para os pacientes que permanecem na lista de espera por um transplante.  "Sem duvida é um ato nobre que pode salvar outras vidas sendo que o transplante pode ser a única esperança e a oportunidade de um recomeço para os pacientes que necessitam de uma doação”, finaliza a médica. 

A operação transcorreu com sucesso e contou com a utilização de uma aeronave da Brigada Militar.  No Brasil, a doação de órgãos só é realizada após a autorização familiar.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Hospital de Ijuí 

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.