Artigo

FELICIDADE

Semana passada avistei uma indagação em uma caixinha de perguntas e respostas no Instagram, escrita assim: "Por que ninguém está preocupado em impedir que crianças sejam doutrinadas?". 

Talvez esse questionamento surgiu em decorrência das recentes campanhas de publicidade envolvendo crianças e que geraram bastante discussão em função do posicionamento ideológico dos receptores.

Para tentar elucidar esse questionamento vou utilizar duas linhas de raciocínio.

▶️ Pessoas tristes, vazias e infelizes consomem MAIS;

▶️ Pessoas felizes, equilibradas e satisfeitas consomem MENOS.

Logo, criar pessoas problemáticas desde muito cedo é a oportunidade comercial de começar a vender muito mais e muito mais cedo.

Moral da história, se alguém não enxergou isso é ingenuidade pura. Devido a esta falta de expertise você terá que pagar o preço não apenas com o seu dinheiro (que nunca será o suficiente para aplacar sua tristeza cada vez maior), mas pagará com a sua FELICIDADE.

Há um ditado popular que versa mais ou menos nestes termos: "Nem tudo que reluz é ouro". Noutras palavras, nem toda a ideia é lícita, às vezes ela pode ser brilhante, mas não se iluda, pode ser apenas o reflexo da destruição moral.

Por: LUIZ ANTÔNIO KERSCH NASCIMENTO - PSICÓLOGO CRP 07/27471

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.