Notícia

Variante P.1 segue agravando a pandemia nas Missões

Foto:BBC
Coordenador de saúde ressaltou que novas cepas podem provocar surtos nos municípios a qualquer momento

O coordenador da 12ª Coordenadoria Regional de Saúde, Iury Sommer, em entrevista ao programa Jornal da Manhã na Missioneira FM 94.9 nesta terça-feira, 8, ressaltou que a circulação das variantes do coronavírus, sobretudo a P.1, estão sendo as responsáveis pelo aumento vertiginoso no número de casos e óbitos de covid-19 na região das Missões.

Iury salientou que os municípios que ainda não viveram um surto da doença e onde a nova variante ainda não foi identificada, precisam ficar atentos, pois a qualquer momento uma explosão de casos pode ocorrer. Conforme Iury, atualmente a P.1 foi identificada em oito municípios missioneiros, mas sabe-se que mais cidades estão observando aumento significativo de contaminações, como é o caso de Garruchos.

São Borja, Porto Xavier e Santo Ângelo são exemplos de como a nova cepa é agressiva, considera o coordenador, além de Pirapó, que atualmente é a cidade com a maior taxa de mortalidade por covid-19 do Rio Grande do Sul. Para Iury, o novo modelo de distanciamento, substituindo as bandeiras, está se mostrando um tanto quanto ineficaz, já que a população não está aderindo às medidas como antes.

“Esperamos que nos próximos dias ocorra uma diminuição dos indicadores da doença em alguns municípios que enfrentaram momentos críticos. Aqueles que ainda não viveram esse cenário, todo cuidado é pouco”, pondera o coordenador de saúde.

Fonte: Rádio Missioneira 

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.