Notícia

Vacina Covid-19 da Janssen chega ao Brasil na próxima semana

Antecipação é resultado da articulação do Governo Federal com a Janssen e o Governo Americano. As doses previstas em contrato tiveram desconto de 25%; economia de R$ 480 milhões

O Governo Federal deu mais um importante passo para acelerar o processo de vacinação contra a Covid-19. O Ministério da Saúde conseguiu antecipar mais de 3 milhões de doses da vacina da Janssen, fabricada pela farmacêutica Johnson & Johnson. Durante coletiva de imprensa realizada neste sábado (12), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, contou a novidade.

“O FDA aprovou o envio da doses da Janssen. E temos um ponto positivo: o fato de que essas doses têm um desconto de 25% em relação ao valor anteriormente acertado. E isso ocasiona uma economia de cerca de R$ 480 milhões”, destacou Queiroga.

Ainda de acordo com o ministro, o pagamento só ocorrerá em relação às doses que forem efetivamente aplicadas. “Nós já informamos que essas doses têm um prazo de validade mais curto e, por conta disso, o Programa Nacional de Imunizações, decidiu que essas doses deveriam ser aplicadas nas capitais”, pontuou.

A previsão é que a primeira remessa de imunizantes chegue na próxima semana. Dentre as novidades, está a aprovação da Food and Drug Administration (FDA) sobre a expansão do prazo de validade dessas doses foi ampliado até 8 de agosto. A ampliação do prazo precisa da validação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), prevista para segunda-feira (14).

Na sexta-feira (11), a FDA aprovou o envio do lote ao Brasil. A antecipação das doses é resultado da articulação entre o Governo Federal com a Janssen e o Governo Americano.

Por se tratar de uma carga internacional, ao chegarem ao Brasil, as vacinas passarão pela liberação da Receita Federal e da Anvisa. Depois, os imunizantes serão levados para o Centro de Distribuição Logístico do Ministério da Saúde, localizado no aeroporto de Guarulhos (SP).

Arnaldo Correia de Medeiros, secretário de Vigilância em Saúde (SVS), lembrou que a vacinação da Janssen é dose única e que isso resulta em celeridade na imunização dos brasileiros, uma vez que 3 milhões de pessoas irão completar o esquema vacinal com essa remessa.

“Nós pactuamos com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) seguirmos com qualquer imunizante os critérios dos grupos prioritários dando sequência ao calendário do Plano Nacional de Operacionalização da Vacina”, afirmou.

Eficácia da vacina

A vacina da Janssen é dose única e tem 85% de eficácia, após 28 dias da data da aplicação na prevenção da forma severa da Covid-19 em todas as regiões em nas quais o estudo foi realizado.

Já nos casos em que a doença se apresentou de forma moderada, a eficácia foi de 66%. Os dados de eficácia e segurança se baseiam em estudo com 43.783 participantes em oito países, incluindo o Brasil, de três continentes com uma população diversa e ampla, sendo 34% dos participantes com mais de 60 anos de idade.

A vacina Covid-19 da Janssen possui condições de armazenamento e transporte que permitem a distribuição dentro da infraestrutura e logística já existentes para medicamentos e vacinas no Brasil. Isso facilita o transporte logístico para todos os municípios do país.

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.