Rural

Clima favorável proporciona maior intensidade de cor e sabor nos citros


Na região de Caxias do Sul, a última semana ofereceu ótimas condições climáticas para as culturas de bergamota e laranja. De acordo com o Informativo Conjuntural, produzido e divulgado nesta quinta-feira (02/06), pela Gerência de Planejamento da Emater/RS-Ascar, vinculada à Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), o frio intenso para maio, a alta insolação e a chuva de alto volume beneficiaram as plantas quanto à sanidade e as frutas quanto à obtenção de maior intensidade de coloração e de sabor.

Tais condições também afastaram a mosca-das-frutas dos pomares, após ataque e danos causados pelo inseto no mês de abril, tranquilizando os citricultores e desobrigando-os de tomar medidas de contenção e evolução da população da praga. Seguiram sendo efetivadas as práticas culturais de manejo mecânico das ervas concorrentes com roçadas, adubações em coberturas nas cultivares mais tardias e tratamentos fitossanitários, além da colheita.

Em termos de mercado, o fluxo se mantém aquecido, tendo apresentado viés comprador, ainda que com claros sinais de sobre oferta de algumas variedades. Na região de Soledade (foto), seguem a colheita de bergamotas e a maturação das demais espécies cítricas.

Culturas de Verão

Com o encerramento da colheita da soja, produtores já planejam a próxima safra adotando práticas como a coleta de amostras de solo, aplicação de calcário nas áreas com necessidade apontada pelo relatório da análise do solo e o plantio de culturas de cobertura.

As chuvas no período atrasaram a colheita do milho, que chegou a 92% dos cultivos no Estado, sendo que os outros 8% restantes estão em fase de maturação para ser colhidos.

No período de entressafra, produtores de arroz que dispõem de produto armazenado aguardam mudanças no mercado para novas comercializações, a partir da tendência de valorização dos preços com a retomada das exportações.

Olericultura

Nos últimos dias, ocorreram temperaturas baixas, próximas a zero grau na região de Bagé. Em alguns locais, houve formação de geadas mais intensas que as das semanas anteriores, danificando alguns cultivos de campo, como folhosas. Por outro lado, o retorno de chuvas mais expressivas na região da Campanha proporcionou a recuperação da umidade nos solos, situação que limitou cultivos em abril e maio.

Pastagens

As chuvas aumentaram os níveis de umidade no solo e, associadas às temperaturas amenas, têm sido favoráveis para o desenvolvimento das pastagens cultivadas, melhorando a taxa de crescimento das pastagens de inverno e, por consequência, ampliando lentamente a oferta de volumosos.

Os produtores introduzem os animais à medida que as culturas atingem o ponto de pastoreio. Após saída dos animais, o rebrote tem sido rápido e intenso. Segue a realização da adubação nitrogenada em cobertura.

Em virtude da ocorrência de mais noites frias e de geadas, as pastagens de verão e os campos nativos encontram-se em repouso, com praticamente nenhuma oferta.

Fonte: Assessoria de Imprensa Emater/RS-Ascar

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.