Saúde

Mais três casos de chikungunya são confirmados em São Luiz Gonzaga

A Secretaria Municipal de Saúde foi notificada pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen/RS) sobre a confirmação de mais três casos de chikungunya em São Luiz Gonzaga. Os pacientes são um homem (de 63 anos) e duas mulheres (de 38 anos e 67 anos). Alguns pacientes apresentaram sintomas, como dores nas articulações e mal-estar, mas não necessitaram de internação hospitalar, permanecendo em suas residências.   

Antes da confirmação dos casos, a Secretaria de Saúde executou o protocolo padrão para controle da proliferação do Aedes aegypti (vetor da dengue, zika vírus e chikungunya). A equipe de combate a endemias realizou a eliminação de possíveis focos do mosquito nas áreas próximas as residências dos pacientes, nos bairros Pedreira e Joaquim Nascimento. 

Até o momento, o município registrou quatro casos de chikungunya, sendo que o primeiro caso confirmado foi de uma paciente de 76 anos, a qual apresentou sintomas após uma viagem para outra cidade. Ao todo, treze amostras foram enviadas ao Lacen para análise desde o início do ano. O laboratório descartou possíveis casos de dengue e confirmou os quatro casos de chikungunya.  

CHIKUNGUNYA 

Entre os principais sintomas da chikungunya estão febre alta de início repentino, dores intensas nas articulações dos pés e mãos, além de dedos, tornozelos e pulsos. Pode ocorrer ainda dor de cabeça, dores nos músculos e manchas vermelhas na pele. 

A Secretaria de Saúde solicita a população o auxílio no combate ao Aedes aegypti, eliminando possíveis focos de proliferação do mosquito (vetor da dengue, zika vírus e chikungunya). Entre os cuidados que devem ser adotadas, não deixar água parada em pratinhos de plantas; evitar o acúmulo de água em calhas, pneus e ralos; manter caixas d’água fechadas; guardar garrafas com o gargalo para baixo; manter as piscinas tratadas adequadamente, entre outras ações.  

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de São Luiz Gonzaga com informações da SEMSA

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.