Notícia

Prefeitura decreta LOCKDOWN em Capão do Cipó

A Prefeitura de Capão do Cipó, município vizinho a Santiago, decretou LOCKDOWN na cidade, a medida mais extrema para conter o avanço do Coronavírus. 

O Lockdwon em Capão do Cipó inicia às 20h desta sexta-feira, 05, encerrando às 7h da segunda-feira, 08 de março.
As principais proibições são as seguintes:

Art. 1º Fica decretada medida de “LOCKDOWN” no âmbito do território do município de CAPÃO DO CIPÓ, no horário compreendido entre às 20 horas de sexta-feira, dia 05 de março até as 07 horas de segunda-feira, dia 08 de março de 2021, significando o bloqueio total da circulação da população, permitindo-se, apenas, e de forma limitada, para questões essenciais, afim de achatar a curva de infectados e óbitos e reduzir o fluxo de pacientes ao Posto de Saúde e evitar que o sistema de saúde entre em colapso.

Art. 2º. Enquanto perdurar a vigência da medida de “lockdown”, tornam-se obrigatórias as medidas excepcionais previstas neste Decreto.

§ 1º Determina-se o isolamento social de todos os habitantes do Município (inclusive os que ingressarem no seu território), só podendo haver circulação de pessoas para providências relativas a saúde própria e de suas famílias, para consulta médica, ida à farmácias ou Posto de Saúde.

§ 2º Ficam interditados, no território do Município praças e parques públicos, bem como praias de rios e águas internas. 

Art. 3º. Fica determinado o fechamento total das atividades econômicas abaixo listadas, no período mencionado no artigo 1º deste Decreto: 

I - das lojas (todas), academias de ginástica e similares, prestadores de serviços (quaisquer que sejam);

II – dos mercados e supermercados, mercearias, açougues, peixarias, fruteiras e centros de abastecimento de alimentos, as distribuidoras e centros de distribuição de alimentos;

III – das academias de ginástica e similares;

IV – dos restaurantes, lancherias, lanchonetes, “bolichos” e padarias;

V – dos postos de abastecimentos de combustíveis;

VI – das clínicas veterinárias, agropecuárias e demais estabelecimentos de venda de produtos animais, bem como o comércio de flores e folhagens;

VIII – das lojas de ferragens e relacionadas ao comércio de materiais de construção;

IX – das cerealistas e estabelecimento de recebimento de grãos;

X – dos salões de beleza, barbearias, manicures e pedicures;

XI – das distribuidoras de gás e de água mineral;

XII – das auto-elétricas, oficinas mecânicas, borracharias e lavagens de veículos em geral.

Parágrafo único - A todos os estabelecimentos relacionados e mencionados nos incisos acima, deste artigo é proibida, inclusive, a comercialização/venda no sistema “tele entrega”, retirada no balcão (“pegue e leve”), serviço de drive thru e entrega em domicílio.

Apenas serviços de saúde como Farmácias e postos médicos podem funcionar durante a vigência do Lockdown.

Fonte: Blog Rafael Nemitz 

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.