Politica

Prefeitos da região deverão encaminhar ao governador manifesto para retomada da cogestão

Reprodução/Bonotto
Neste domingo (7/03), foi realizado duas reuniões com prefeitos para debater e discutir as questões da Covid-19 na área da saúde e também nas questões das restrições da bandeira preta. A informação é do prefeito de São Borja, Eduardo Bonotto. 

"Conseguimos mobilizar mais de 20 prefeitos das regiões da AMM, AMFRO, AMCENTRO e AMUFRON (grande Santa Rosa) onde as regiões deverão encaminhar ao governador manifesto para retomada da cogestão e ao mesmo tempo a possibilidade, com restrições, da abertura do comércio (limitações de funcionários, ocupação dos estabelecimentos com limites mínimos de PPCI e a possibilidade de atendimento com agendamento individualizado por funcionário), mantendo a tele-entrega entre outros, além da limitação de horários. São cinco associações de municípios em conjunto buscando ter a mesma linha de trabalho", escreveu Bonotto em sua rede social Facebook. 

Bonotto comentou ainda que "também participei com os Prefeitos da AMFRO das nossas questões regionais. Enfrentamento ao covid, questões da saúde pública, ocupações hospitalares, debate das ações do Estado e da União, bandeira preta e a reabertura do comércio, buscando alternativas e soluções que passam por ações em conjunto". 

O prefeito de Roque Gonzales, Fernando Machry, também se manifestou sobre a reunião: "Decidimos manifestar nossa contrariedade aos últimos Decretos do Governador e vamos pressionar o gestor estadual para que reveja algumas medidas, em especial no tocante aos pequenos comércios. Todos temos consciência da gravidade da situação em virtude da pandemia. Mas não é fechando pequenos comércios que vamos solucionar ou mesmo amenizar o problema. Impedir uma pequena loja de roupas ou um cabelereiro por exemplo  de atender (um cliente por vez que seja) como determinado pelo Governo Estadual em nada ajuda no combate a pandemia. Todos fazendo a sua parte, com bom senso, entendemos que os comércios, com limitações de atendimento, devem ser autorizados pelo Governo Estadual a funcionarem e essa será a posição que os municípios levarão ao Governador no início da semana".
Fonte: Blog Missioneiro

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.