Esporte

Inter desafia o Flamengo para realizar sonho de uma geração com tetracampeonato no Brasileirão

Colorado que viveram os títulos da América querem ver a conquista da taça nacional após 42 anos

Ter desafia o Flamengo para realizar sonho de uma geração com tetracampeonato no Brasileirão | Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação / CP

Inter viveu grandes glórias nas últimas duas décadas. Conquistou a América e o mundo, foi campeão de tudo, tornou-se de fato internacional. Porém, toda uma geração de coloradas e colorados poderá ver, pela primeira vez, o seu time conquistar o título brasileiro neste domingo. Para isso, será preciso que a equipe montada por Abel Braga, após uma temporada cheia de obstáculos, vença o Flamengo em pleno Maracanã, encerrando uma lacuna aberta em 1979, quando Falcão, Valdomiro, Mauro Galvão e Mário Sérgio e companhia foram campeões invictos do Campeonato Brasileiro.

A partida no Maracanã não é exatamente uma final, mas é como se fosse. Com um ponto de vantagem sobre o Flamengo, que é o vice, os colorados tornam-se inalcançáveis em caso de vitória. O empate leva a decisão para a derradeira rodada, ainda com o Inter na liderança. Um triunfo do Flamengo, por outro lado, reverte a vantagem para o Rio de Janeiro, mas ainda assim o campeonato só será definido na próxima quinta-feira – o Inter pega o Corinthians em casa e o Flamengo vai ao Morumbi enfrentar o São Paulo. Isso dentro de campo, porque fora a partida ganhou um novo componente na noite desta sexta-feira, quando o STJD liberou a decisão inicial sobre o pedido do Vasco de anulação da partida de domingo passado, quando o VAR não pode auxiliar na decisão sobre o primeiro gol do Inter por estar descalibrado.

O presidente da entidade, Otávio Noronha, determinou a intimação da CBF para juntar áudios e vídeos da arbitragem de vídeo da partida, além de abrir vista para os dois clubes. Após receber as provas e manifestações é que haverá uma resposta sobre o pedido do Vasco. No entanto, enquanto o processo estiver sob análise, mesmo que o Inter vença o Flamengo no domingo, portanto, não poderá ser declarado campeão.


“Um empate não termina o campeonato. É óbvio que temos ciência de que, em caso de vitória nossa, conquistamos o título. Mas o empate nos mantém na frente e na dependência de nós mesmos na última rodada. O empate está a nosso favor, mas não vamos jogar para empatar. Temos que dar o nosso melhor para, mesmo jogando fora de casa, buscar a vitória. Queremos muito esse título”, observa Patrick.

O meia volta ao time após cumprir suspensão na vitória sobre o Vasco, que é o principal reforço do time. O desfalque único, mas intensamente sentido, é o de Victor Cuesta, que levou o terceiro cartão amarelo em São Januário. Abel Braga não deu qualquer indício do substituto, mas tudo indica que ele deve optar por Zé Gabriel. O jogador, que era titular durante a passagem de Eduardo Coudet, perdeu espaço, mas é mais experiente que Pedro Henrique, 20 anos, que esteve em apenas um jogo no Brasileirão. “A gente confia no grupo. Todo mundo que está aqui é porque tem qualidade. Quem entrar, vai dar conta do recado”, enfatizou Lucas Ribeiro, que também ganhou espaço na zaga após a lesão de Rodrigo Moledo.

Brasileirão 2020 - 37ª Rodada
 
Flamengo
Hugo; Isla, Rodrigo Caio, Willian Arão (G. Henrique) e Filipe Luís; Gerson, Diego, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabigol. Técnico: Rogério Ceni. 

Inter
Marcelo Lomba; Rodinei, Lucas Ribeiro, Zé Gabriel e Moisés; Rodrigo Dourado, Edenilson, Patrick, Praxedes e Caio Vidal; Yuri Alberto. Técnico: Abel Braga. 

Horário: 16h 
Local: Maracanã 
Arbitragem: Raphael Claus.

Fonte: Correio do Povo

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.