Notícia

Doadores devem doar sangue antes de tomar a vacina contra a covid-19

 Volume de doação, que caiu durante a pandemia, pode diminuir ainda mais devido ao tempo de inaptidão causado por alguns tipos de imunizantes

Foto: Tchélo Figueiredo/Secom
O Ministério da Saúde lançou uma campanha nacional para incentivar a doação de sangue antes que o doador seja imunizado contra o coronavírus. Conforme a bioquímica Ângela Lunkes, responsável por organizar as coletas no Hospital São Luiz Gonzaga, o motivo é que depois que a pessoa for vacinada, dependendo do imunizante, ela terá que aguardar até quatro semanas para poder doar, o que pode comprometer os estoques.

Ângela ressaltou que os hemocentros de todo o país estão com reservas em níveis muito baixos desde o ano passado. Houve casos de falta de sangue em vários locais do país.

A próxima campanha no Hospital São Luiz Gonzaga será no dia 23 de abril; a meta deve ser entre 50 e 80 bolsas, dependendo da necessidade estipulada pelo Hemocentro de Santa Rosa, que é o local responsável pelo controle na região. Até lá, Ângela incentiva que voluntários façam doações a partir do contato com o HSLG, o qual, por meio do consórcio com os municípios da região, fornece o transporte.

“Todos os dias nós salvamos vidas com essas bolsas de sangue. Nosso consumo mensal é de até 80 bolsas, muito mais do que conseguimos repor para o hemocentro”, concluiu Ângela.

Fonte: Rádio São Luiz

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.