Rural

Muito sol e pouca chuva garantem nível excelente de doçura das uvas

Nesta safra, a qualidade da uva é a grande diferença: a pouca chuva e muito sol dos últimos dias têm levado a fruta a níveis de doçura excelentes, garantindo a venda a bons preços. De acordo com o Informativo Conjuntural, produzido e divulgado nesta quinta-feira (21/01) pela Gerência de Planejamento da Emater/RS-Ascar, vinculada à Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), na região de Frederico Westphalen, a colheita está sendo finalizada na encosta do Rio Uruguai. Videiras irrigadas apresentam bom desempenho, superando a média da região. A produtividade deverá se manter próxima de oito toneladas por hectare.

As chuvas ocorridas na semana foram muito benéficas à cultura da soja em desenvolvimento no RS. Avançou o percentual de lavouras em fase reprodutiva, com 37% delas em floração e 10% em enchimento de grãos, estas localizadas mais ao Noroeste do Estado, e 53% continuam em germinação e desenvolvimento vegetativo.

A colheita do milho no Rio Grande do Sul chegou a 18% da área implantada com a cultura. As condições climáticas de chuvas em todas as regiões beneficiaram as lavouras, que estão em diversas fases de desenvolvimento. O plantio chega a 97% da área total prevista e 18% da área cultivada já está colhida, 20% está em fase de germinação e desenvolvimento vegetativo, 15% em floração, 25% em enchimento de grãos e 22% em maturação.

A predominância de tempo firme, com elevadas temperaturas e dias ensolarados, e a disponibilidade de água via irrigação contribuem para o desenvolvimento do arroz. No entanto, a ocorrência de chuvas esparsas e de baixo volume no Estado tem acarretado menor capacidade de recarga dos níveis de água dos mananciais.

OLERÍCOLAS

Na região de Ijuí, as olerícolas apresentam desenvolvimento normal conforme o ciclo de cada cultura, com plantio escalonado de acordo com o planejamento, e aumento da produção na região, sem problemas climáticos. A alface é comercializada com tamanho um pouco menor devido à alta demanda, beneficiando o produtor com introdução de novo cultivo e aumento da produção de unidades por área. Aumentou a incidência de ferrugem branca na rúcula), diminuindo a produção e a oferta da cultura. É grande a procura por orientação técnica sobre produção para autoconsumo das famílias que moram nas cidades e que têm pequenas áreas de terra.

FRUTÍCOLAS

Na região de Santa Rosa, variedades de morango de dia neutro, como Albion e San Andreas, implantadas em cultivo protegido estão com produção um pouco menor, necessitando limpeza periódica e cuidado com doenças fúngicas, principalmente antracnose e controle de ácaros. De forma geral, nas semanas anteriores, registrou-se queda de frutos e flores, determinando redução no potencial produtivo. Variedades híbridas comerciais de melão, do tipo Cantaloupe, estão em plena colheita, e as variedades tradicionais como o Gaúcho e o Neve estão em final de colheita e bastante queimados pelo sol forte. Em relação à melancia, praticamente só conseguiu produzir quem tinha condições de irrigar, e mesmo assim os frutos são de tamanho reduzido.

PISCICULTURA

Os níveis de água dos açudes têm sido suficientes para manter a qualidade da água em patamares adequados para as espécies cultivadas. As temperaturas favoreceram o desenvolvimento dos peixes. Na região de Passo Fundo, foram observados casos pontuais de morte de peixes causados por lérnia e doenças oportunistas associadas. Na de Santa Rosa, alguns produtores vêm realizando a despesca, a fim de atender a demanda de pescado pelo mercado consumidor local. Não houve registro de mortalidade de peixes no período.

Acesse o Informativo Conjuntural completo https://bit.ly/3paNrlS

Inscreva-se para recebe-lo semanalmente em sua caixa de e-mail https://bit.ly/3iA0Wcg

Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar
Jornalista Taline Schneider

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.