Educação

Aulas presenciais na rede estadual começa no dia 8 de março

Foto: Seduc 
Diante da pandemia de coronavírus e da necessidade de priorizar a segurança de alunos, professores e comunidade escolar, em 2021 a Secretaria Estadual da Educação (Seduc) dá continuidade ao modelo híbrido de ensino. As aulas na Rede Estadual de Ensino, que incluem atividades presenciais e remotas, por meio da plataforma Google Sala de Aula, começam em 8 de março e se encerram em 21 de dezembro.

O recomeço no modelo híbrido de ensino está programado de forma escalonada. No dia 8, retornam os alunos dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º). No dia 11, os estudantes dos Anos Finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano). Por último, no dia 15, os alunos do Ensino Médio e Técnico.

Como o ano letivo de 2020 só se encerra em 31 de janeiro de 2021, durante o mês de fevereiro ocorrem as férias coletivas para diretores, professores e alunos da Rede Estadual de Ensino.

O calendário letivo de 2021 também prevê aulas aos sábados. As férias de inverno para professores e alunos estão marcadas para o período de 28 de julho e 3 de agosto.

Conforme o secretário da Educação, Faisal Karam, em função da pandemia e de possíveis decretos de restrição de atividades que poderão ocorrer em determinados municípios, eventuais ajustes no calendário ao longo do ano não estão descartados. “Este é o nosso calendário inicial. Caso tenhamos que realizar ajustes pelo bem-estar de estudantes e alunos, iremos analisar e ajustar conforme a necessidade”, explica.

Retorno presencial

No retorno das aulas presenciais em 2020, o Estado realizou um investimento extra na ordem de R$ 270 milhões para aprendizagem, capacitação, aquisição de equipamentos de proteção e materiais de desinfecção e contratação de professores e profissionais de apoio (serventes e merendeiras).

Somente para a compra de equipamentos de proteção individual (EPIs), foram investidos R$ 15,3 milhões. Esses materiais e toda a estrutura montada pelo Estado serão utilizados no ano letivo de 2021.

As escolas deverão seguir o cumprimento dos protocolos sanitários estabelecidos em portaria conjunta publicada pelas secretarias da Saúde e da Educação no ano passado com todas as orientações. Os alunos terão aulas em revezamento com a divisão da turma, estando presencialmente ao mesmo tempo no máximo 50% dos estudantes. O revezamento poderá ser realizado com os grupos alternando diariamente ou semanalmente.

Aulas Remotas

Em 2021, a realização das Aulas Remotas continuará pela plataforma Google Sala de Aula. Até o momento, mais de 700 mil estudantes já ativaram as suas contas educacionais. A iniciativa também prevê a distribuição de 50 mil Chromebooks para os docentes regentes de classe e coordenadores pedagógicos das 2,4 mil escolas da Rede Estadual de Ensino até o início das aulas.

Professores e alunos terão à disposição as ferramentas de incentivo à leitura Árvore e Elefante Letrado, além de uma plataforma voltada para a matemática que será lançada nas próximas semanas.

Para ampliar o processo de capacitação dos professores, iniciado em 2020, será realizada mais uma edição do Letramento Digital. A formação tem o intuito de instrumentalizar os docentes para o uso das plataformas Google e outras ferramentas virtuais.

PLANEJAMENTO 2021
Modelo Híbrido de Ensino

Março
Dia 8 – retorno dos estudantes dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º anos), por meio do Modelo Híbrido de Ensino, utilizando Plataforma Google for Education.

Dia 11 – retorno dos estudantes dos Anos Finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º anos) por meio do Modelo Híbrido de Ensino, utilizando Plataforma Google for Education.

Dia 15 – retorno dos estudantes do Ensino Médio e Técnico, por meio do Modelo Híbrido de Ensino, utilizando Plataforma Google for Education.

Julho/agosto
Recesso escolar de 28 de julho a 3 de agosto.

Dezembro
Encerramento do ano letivo de 2021.

Texto: Diego da Costa/Ascom Seduc
Edição: Secom

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.