Politica

Presidente da Famurs reforça necessidade de debate urgente sobre a reforma tributária para o RS

Divulgação
O Presidente da Famurs, Maneco Hassen, manifestou a necessidade urgente de aprovação da reforma tributária do Estado para 2021. O objetivo da federação que representa os 497 municípios do RS é fortalecer o diálogo com o governo do RS na busca por uma reforma que lute pela simplificação do modelo tributário gaúcho.

Conforme o Presidente da Famurs, Maneco Hassen, 2021 será o momento ideal para ser realizado o debate da reforma. “Com a aprovação das alíquotas temporárias, reforçamos a necessidade do debate urgente da reforma tributária do estado. A reforma precisa tornar o estado mais competitivo, valorizar a produção local, tributar menos a produção e o consumo. Fazer o debate no período eleitoral não dá certo. O período ideal para aprofundarmos este tema tão importante será em 2021, ano em que não teremos nem eleições municipais, nem eleições estaduais”, ressalta Maneco.

Conforme o Presidente da Famurs, Maneco Hassen, é preciso criar um clima que propicie um Estado mais competitivo, e a reforma será a oportunidade para a construção deste cenário.

Ainda em 2020, o grupo de trabalho da Famurs que estuda a reforma tributária destacou em reuniões com os setores produtivos do RS uma série de sugestões para serem aprofundadas como por exemplo o desenvolvimento de estratégias para evitar perdas de arrecadação aos municípios, a manutenção do patamar de arrecadação dos municípios, a reclassificação das onerações com o objetivo de tributar mais os artigos de luxo e os supérfluos, a permissão da graduação da tributação e o trabalho constante para evitar o aumento da carga tributária do setor produtivo do estado.

Durante o ano de 2020, o governo do Estado dialogou com a Famurs e apresentou um conjunto de ideias para o debate.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Famurs

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.