Notícia

Morre, aos 82 anos, o cirurgião cardíaco e professor Ivo Nesralla

 Ele realizou a primeira cirurgia de ponte de safena no RS e uma das primeiras do Brasil.

Cirurgião cardiologista Ivo Nesralla morre aos 82 anos, em Porto Alegre — Foto: Divulgação/Instituto de Cardiologia
Morreu na manhã desta quarta-feira (16) o cardiologista Ivo Abrahão Nesralla, em decorrência de uma parada cardíaca, em sua casa, em Porto Alegre. O médico tinha 82 anos.

Segundo o Hospital Moinhos de Vento, ele chegou a ser socorrido e levado à emergência, mas não resistiu.

O médico deixa a mulher, Paulita, os filhos Ivo, Carlos e Paula, também cirurgiã cardíaca, e netos.

Referência no país inteiro, Ivo foi o precursor de diversas técnicas de cirurgias cardíacas. Em 1984, realizou o primeiro transplante de coração do RS. E em 1999, implantou o primeiro coração artificial da América Latina.

Antes disso, havia feito a primeira cirurgia de ponte de safena do RS, e uma das primeiras nacionalmente. Foi o responsável pela primeira cirurgia robótica da América Latina.

Nersalla foi presidente da Fundação Universitária de Cardiologia. Além da medicina, também se dedicou às artes, e foi presidente da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (OSPA) e de edições da Bienal de Arte Moderna.

Nota do Moinhos de Vento

O Hospital Moinhos de Vento comunica o falecimento do Dr. Ivo Abrahão Nesralla, às 10h30 da manhã desta quarta-feira (16), em decorrência de uma parada cardíaca. Aos 82 anos, ele estava em casa, foi socorrido pela família e pelo SAMU, que conduziu o cirurgião cardiovascular até a Emergência do Hospital Moinhos de Vento.

Dr. Ivo Nesralla foi o pioneiro em vários procedimentos cardiológicos e tem mais de mais de 45 mil cirurgias do coração e dos grandes vasos no currículo. Em 1970, fez a primeira operação de ponte de safena no estado, que foi também uma das primeiras no Brasil. Em 1973, empregou pela primeira vez no país a técnica da hipotermia profunda para cirurgias cardíacas. Em 1984, realizou o primeiro transplante de coração no Rio Grande do Sul. Em 1999, implantou o primeiro coração artificial na América Latina. No ano 2000, realizou a primeira cirurgia robótica cardíaca da América Latina.

O cirurgião cardiovascular deixa a mulher, Paulita, os filhos Ivo, Carlos e Paula, também cirurgiã cardíaca, e netos.

Porto Alegre (RS), 16 de dezembro de 2020

Equipe médica:

Carlos Delmar do Amaral Ferreira

Cardiologista

CRM 20362 RS

Alessandra Wanderley Tobaru

Emergencista

CRM 27387 RS

Equipe da Emergência Adulto do Hospital Moinhos de Vento

Nota da Fundação Universitária de Cardiologia

A Direção da Fundação Universitária de Cardiologia cumpre o doloroso dever de informar o falecimento do ilustre cirurgião cardíaco, professor e ex-presidente da Instituição, Dr. Ivo Nesralla. O seu espírito pioneiro reacendeu a cirurgia de transplante de coração em nosso país e sua liderança foi fundamental para cumprirmos a nossa missão de assistência, ensino e pesquisa.

Nota da Secretaria da Cultura do RS

A secretária da Cultura, Beatriz Araujo, também se pronunciou sobre a morte de Nasralla. “A figura do Dr. Ivo Nesralla, por muitos anos, esteve associada à Ospa. Foi um período em que a Orquestra experimentou avanços e se tornou ainda mais conhecida nas salas de concerto do Brasil. A secretária lamenta o seu falecimento e se solidariza com a família”.

Fonte: G1 RS


About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.