Politica

Faixa de areia das praias ficará interditada por 14 dias, diz Eduardo Leite sobre novas regras

Dependendo da oscilação dos índices, restrições poderão ser ampliadas no período de Natal e Réveillon

Foto da praia: Antonio Valiente / Agencia RBS e foto de Palácio Piratini 
As medidas valem por duas semanas, até o dia 14 de dezembro. O objetivo, com isso, é frear a aceleração do contágio.

Uma das novas regras inclui a proibição da permanência de pessoas em locais públicos abertos, sem controle de acesso. Nessa lista, estão incluídas parques e a faixa de areia das praias. Segundo o governador Eduardo Leite, não será permitido nem mesmo permanecer na orla com a família ou sozinho:

— O calçadão para a prática de atividades físicas fica liberado. O que estamos interditando é o uso da areia. A Brigada Militar está sendo orientada para que a gente tenha atuação coibindo aglomerações. Quando a pessoa para na areia, geralmente tem comida, bebida, reúne-se gente, tem pessoas sem máscara interagindo, e isso significa contatos e maior exposição e risco de contágio ao vírus.

Segundo a Associação dos Municípios do Litoral Norte (Amlinorte), as prefeituras devem cumprir a decisão do governo do Estado. O objetivo é se adequar agora para evitar medidas mais duras no início do verão:

— Os municípios vão procurar se adequar ao governo. Vamos trabalhar com a sociedade para que a população seja orientada, e não repreendida — afirma o prefeito de Xangri-Lá, Cilon Rodrigues da Silveira, que responde temporariamente pela associação.

Restrições podem ser ampliadas 

Pelos próximos 14 dias, festas de fim de ano devem ser suspensas. A medida abrange comemorações de resultados de empresas, amigos secretos e festas de família, entre outras. No entanto, se o contágio seguir acelerado, o governador cogita a possibilidade de as restrições serem prorrogadas:

— Se chegarmos daqui a 15 dias e observarmos ainda crescimento, bom, temos que estender as restrições para datas específicas do final do ano, como o Réveillon. Mas desde já, é fortemente recomendado que não se programe festas de shows para o Réveillon, tendo em vista que, mesmo que a gente consiga ter estabilização e até redução de contágio e internações, muito provavelmente não sairão muito do patamar que estamos vivendo. 

Fonte: Gaúcha ZH - GZH 

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.