Politica

Bolsonaro e Ministro vem ao RS para liberação de trecho duplicado na BR-116 nesta quinta

(foto: Dnit/JC)
O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, virão ao Rio Grande do Sul nesta quinta-feira para a liberação de trecho já duplicado do sentido Interior-Capital da BR 116. O ato ocorrerá no km 300 da rodovia, em Barra do Ribeiro. Também está prevista a participação dos dois na inauguração do trecho já concluido da nova ponte do Guaíba, com acesso pela BR 290, na Região das Ilhas, em Porto Alegre. 

Com um investimento de R$ 207,4 milhões, os 50 quilômetros de duplicação da BR 116 entre Guaíba e Tapes serão concluídos em maio de 2022.Os trabalhos na rodovia são realizados por 338 militares vinculados ao 1º Batalhão Ferroviário, de Lages (SC). Os trabalhos da Operação Guaíba começaram em janeiro de 2019, com a previsão de construção de três viadutos em travessias urbanas e a demolição e reconstrução de duas pontes no trecho entre Guaíba e Tapes. Além disso, serão feitos 484,4 mil metros cúbicos de terraplanagem e dois milhões de metros quadrados de pavimentação na rodovia.

No momento, os trabalhos do Exército brasileiro estão concentrados no lote 1, entre os quilômetros 300 e 325, entre Barra do Ribeiro e Guaiba, totalizando 24,5 quilômetros, e no lote 2, entre os quilômetros 325 e 351, entre Barra do Ribeiro e Tapes, num total de 26,3 quilômetros. Um levantamento do Batalhão Ferroviário apurou que mais de 10 mil metros cúbicos de pedras foram detonadas para serem utilizadas na obras de duplicação da BR 116.

Antigo sonho dos gaúchos, a nova ponte do Guaíba começou a ser construída em outubro de 2014, com previsão inicial de conclusão em 2017. Passados três do prazo previsto, as obras estão 95% finalizadas e tiveram um investimento de aproximadamente R$ 760 milhões. Os trechos que serão inaugurados abrangem 12,3 quilômetros, e passam pelo vão principal da ponte e por três das sete alças de acesso, nos sentidos Porto Alegre-Litoral Norte, Porto Alegre-Região Sul e da Região Sul ao Centro da Capital.  

De acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), a estimativa é que 50 mil veículos utilizem diariamente a nova ponte do Guaíba. A obra deve ampliar a interligação na região Metropolitana com o Sul do Estado, ligando também os demais estados do país ao Porto de Rio Grande.  Com a conclusão de 95% da obra, a passagem de embarcações não impedirá mais o tráfego de veículos, como acontece atualmente, quando é necessário acionar o sistema de elevação do vão móvel, causando congestionamentos.  

A conclusão total da obra da nova ponte do Guaíba, com os trechos que vão interligar os eixos Norte e Sul da rodovias BR 116 e BR 290, depende da retirada de 500 famílias que vivem nas vilas Areia e Tio Zeca, que é analisada pela Justiça Federal e não tem prazo para ocorrer. A nova ponte do Guaíba terá 12,3 quilômetros de extensão, com um total de cinco quilômetros de trecho em aterro e 7,3 quilômetros em obras de artes especiais (ponte sobre os canais navegáveis, elevada, alças e viadutos).

Fonte: Correio do Povo

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.