Eleições

Justiça Eleitoral muda alguns locais de votação por causa da pandemia

 Uma das maiores democracias do mundo está pronta para escolher prefeitos e vereadores em mais de 5.500 municípios

Foto: Antonio Augusto/Ascom/TSE
Faltam poucos dias para as eleições municipais e a Justiça eleitoral está reforçando uma informação importante: fique atento, porque alguns locais de votação mudaram para evitar aglomerações.

Uma das maiores democracias do mundo está pronta para escolher prefeitos e vereadores em mais de 5.500 municípios. Os números são mesmo gigantescos; o Brasil tem quase 150 milhões de eleitores aptos a votar e eles vão encontrar sessões eleitorais com marcação no piso para manter o distanciamento social e mesários usando equipamentos de segurança. Não vai faltar álcool gel para o eleitor usar antes de votar e ao sair da cabine.

A Justiça Eleitoral não tem dúvidas de que a votação será segura, mas ressalta que a participação de cada eleitor é fundamental. Uma das orientações é a seguinte: é muito importante confirmar ou até reconfirmar o local de votação antes de sair de casa para evitar deslocamentos desnecessários no dia da eleição.

Em todo o País existem zonas e sessões eleitorais que mudaram de local por causa da pandemia ou porque escolas entraram em reforma. A consulta do local de votação é muito simples: pode ser feita no site do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) pelo nome, número do título ou CPF do eleitor. Nos três casos, é preciso fornecer a data de nascimento e o nome da mãe.

O eleitor também pode fazer a consulta pelo whatsapp automatizado do TSE, no número (61) 9637- 1078. É só entrar e marcar a opção 6.

“Todo o nosso esforço ficará comprometido se as pessoas também não fizerem a sua parte. Para que elas compareçam sem nenhum tipo de companhia que não seja imprescindível, lógico, para que elas exerçam seu direito de voto. Mas que saiam de casa sabendo o local de votação, levando a sua caneta, o número dos seus candidatos. Porque, da nossa parte, há todo empenho para que o processo de votação, ele vai ser muito rápido”, afirma Cláudio Brandão de Oliveira, presidente do TER-RJ.

Mesmo com o desafio da pandemia, o número de mesários que se inscreveram para trabalhar nas eleições municipais triplicou, segundo o TSE. Voluntários como a Andréia, que já perdeu as contas de quantas eleições participou: “O sentimento realmente de cidadania. É aqui que a gente diz no que a gente acredita, no que a gente pensa. E a gente pode vir com segurança”.

Fonte: Redação O Sul

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.