Politica

Mandetta depõe a favor de Marchezan em processo de impeachment

 Mandetta defendeu o uso legal de R$ 2,4 milhões do Fundo Municipal de Saúde para pagamento de gastos com publicidade

Fotos: Adriano Machado/ Reuters e Uol
Porto Alegre – Por meio de videoconferência, o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta considerou correta a utilização do dinheiro do Fundo Municipal de Saúde da Prefeitura de Porto Alegre para custear campanhas publicitárias relativas à prevenção ao coronavírus — razão pela qual a Câmara de Vereadores está movendo um processo de impeachment contra o prefeito Nelson Marchezan Jr. (PSDB). O processo contra Marchezan se baseia no uso de R$ 2,4 milhões do fundo para pagamento de gastos com publicidade. As informações são da Rádio Guaíba. 

Mandetta depôs, ontem, como testemunha de defesa de Marchezan, e afirmou não apenas que o prefeito cumpriu com sua obrigação em informar a população, como agiu corretamente. “É um dever do prefeito informar, não fazer isso é omissão. Foi declarada a emergência em território nacional”, pontuou o ex-ministro, que ainda elogiou as peças publicitárias criadas e criticou o embasamento da denúncia: “É uma acusação míope. Se o que está em tela é fazer ou não campanha, teremos de revisar todo o SUS. O SUS é conhecido por fazer campanhas de saúde. Comunicação é parte das políticas de saúde”. Nesta quinta-feira, há dois depoimentos previstos no processo.

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.