Notícia

Soldado da BM faz homenagem ao pai e aparece de surpresa para cumprir serviço com ele

Na manhã desta sexta-feira (7/8), uma Soldado da Brigada Militar fez uma surpresa pra seu pai em homenagem ao dia dos pais.

Caroline Chagas Jobim atualmente está lotada no 21º Batalhão de Polícia Militar (21ºBPM), em Porto Alegre. Há aproximadamente um mês atrás, teve a ideia de surpreender seu pai, o 2º Sargento Clesio Onir Munhoz Jobim, que trabalha na Patrulha Rural do 2º Regimento de Polícia Montada (2ºRPMon), situado em São Gabriel.

Após permissão cedida pelo Comando da Instituição, a Soldado Jobim deslocou até a Fronteira Oeste do Estado para trabalhar durante a manhã e tarde da sexta-feira, junto ao seu pai. Pai e filha realizaram o policiamento ostensivo na região.

Sargento Onir incluiu na Brigada Militar em 1990 e nem imaginava que a filha, que nasceu três anos depois dele ingressar nas fileiras da Instituição, assumiria serviço com a guarnição dele.

A viatura em que ele estava de serviço, junto com seu colega, foi chamada via radio comunicador para deslocar até o batalhão onde esperavam uma colega para compor a guarnição.

O encontro jamais imaginado aconteceu no pátio do 2°RPMon. Jobim, que seguiu os passos do pai na carreira militar e tem menos de cinco anos de Instituição, passou dois turnos de serviço adquirindo e prestigiando toda experiência que o veterano possui fruto de seus quase 30 anos de serviço na Corporação.

“Com certeza ele foi a minha inspiração pra entrar na Brigada Militar, sempre foi um exemplo de ética, responsabilidade e honestidade que tive desde pequena.” Respondeu a Soldado quando questionada de que maneira seu pai influenciou na escolha da sua profissão.

Onir não reconheceu a filha quando ela assumiu o serviço por ela estar de máscara. Só reconheceu a filha quando ouviu o seu nome de guerra sendo pronunciado pelo Subcomandante do 2°RPMon, Major  Aníbal Menezes da Silveira.

Embargado de emoção, pai e filha oficializaram o encontro. A esperança do pai é que a filha seja transferida e trabalhe com ele em São Gabriel.

Sobre o exemplo que teve dentro de casa, Jobim ainda afirmou que tem uma frase que, apesar de desconhecer o autor, gosta muito: “Nem sempre o pai mais rico deixa a melhor herança.”, concluiu enquanto se deslocava ansiosa e nervosa pelo grande encontro. Segundo ela, não tem o dom da oratória e teme falhar com as palavras, sem saber que nem sempre a palavra resume de fato o que o coração sente. O abraço, carinho e amor que dará e sente pelo pai, serão a melhor tradução disso.

POR TEXTO: SOLDADO ADRIÉLY ESCOUTO/PM5

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.