Polícia

Homem que estuprou enteadas, também abusou da filha em Nova Petrópolis



Nova Petrópolis  –  O homem preso na última quinta-feira por ter estuprado a enteada, quando ela tinha cinco/seis anos, também abusou da própria filha, irmã menor da enteada. A menina caçula não é sua filha biológica, mas foi ele quem registrou como pai. Os crimes aconteceram no ano de 2010. Ele se aproveitava dos momentos sozinhos com as garotas e, principalmente de sua vulnerabilidade, para cometer os estupros.

Tudo foi descoberto num dia em que a mãe delas chegou do mercado e encontrou sangue no chão do banheiro. Ao verificar a filha de seis anos, notou uma vermelhidão nas partes íntimas e resolveu denunciar. Contudo, a mãe já vinha desconfiando há algum tempo, desde que ouviu relatos da ex-companheira do criminoso, de que ele tinha estuprado a então enteada, também de seis anos, em 2004. Por várias vezes, a mãe questionou à filha se algo estava acontecendo, mas a menor negava.

Após a denúncia e a comprovação do que ele tinha feito, a família decidiu investigar para saber se ele também tinha abusado da caçula, a filha que ele registrou, e descobriram que sim. O estuprador aproveitava-se de sua condição de pai para agir contra a criança após os banhos e na cama. Ainda ameaçava bater, caso ela contasse para alguém o que ele fazia. A enteada, que inicialmente negava, contou as autoridades que apanhava do padrasto sem motivos.

Além das duas, também ficou comprovado que ele estuprou a antiga enteada, no ano de 2004. A reincidência, juntamente com o fato de ter total convívio com as três meninas para cometer seus atos, agravou sua pena. Ele foi condenado a cumprir 20 anos e cinco meses de prisão e estava foragido desde fevereiro de 2017. Porém, entre 2010 e 2017, cumpriu cinco anos e 11 meses da pena.

Fonte: O Diário
odiario.net

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.