Notícia

Geração de energia solar cresce quase 42% durante a pandemia no Rio Grande do Sul

 Em cinco meses, aumento foi de mais de 125mw. Estado é o segundo no país no ranking de geração de energia solar.

Foto: Ilustrativa
A geração de energia solar cresceu no Rio Grande do Sul em meio à pandemia de coronavírus. De março a agosto, a potência instalada em solo gaúcho cresceu 125 MW (megawatts), passando de 299,6 MW para 424,9 MW — um aumento de 41,8%.

O estado é responsável por 13% da geração em todo país, segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar). Ao todo, o RS conta com mais de 40 mil unidades consumidoras, que geram ou recebem energia da fonte solar. São 493 municípios com ao menos um sistema solar fotovoltaico.

O valor do investimento para instalação varia de R$ 12 mil para residências a R$ 100 mil para empresas, dependendo do tamanho e da quantidade de placas instaladas.

Para a coordenadora estadual Ansolar no RS, Mara Schwengber, a geração de energia a partir da fonte solar pode ser um impulsionador do crescimento econômico no estado pós-pandemia.

“Só nesse setor a gente gera mais de 12 mil empregos. Mas tem uma outra questão que é muito importante levar em consideração. Quando o consumidor deixa de pagar um determinado de valor na fatura de energia para a distribuidora, esse recurso passa a circular na economia local”, aponta.

Um centro especializado em oftalmologia de Erechim, no Norte do estado, que gastava quase R$ 6 mil com energia elétrica, decidiu investir na instalação de 176 placas solares. O sistema está sendo instalado no telhado da empresa e deve gerar energia para toda a estrutura.

No local, são os aparelhos e equipamentos cirúrgicos e a climatização do ambiente que consomem mais energia. Com o sistema fotovoltaico, a expectativa é reduzir em até 95% as contas de luz.

Fonte: G1 RS

PUBLICIDADE

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.