Polícia

Dois homens são presos em operação contra violência doméstica em Triunfo e Canoas

 Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher coordenou cumprimento das ordens judiciais

Um revólver calibre 38 com munição foi apreendido durante a ação 

Dois agressores de mulheres foram presos na manhã desta quarta-feira pela Polícia Civil em Canoas. A operação Donna foi realizada pela Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), sob comando da delegada Clarissa Demartini. Houve o cumprimento de duas ordens judiciais, sendo um mandado de busca e outro de prisão preventiva, além de uma detenção em flagrante, em Canoas e Triunfo. A ação teve apoio da Brigada Militar e da DP de Triunfo.

Um dos alvos estava foragido pelo crime de feminicídio tentado praticado contra sua irmã. O crime ocorreu no dia 4 deste mês quando o agressor desferiu um golpe de faca no pescoço da vítima, que foi socorrida e hospitalizada. O indivíduo fugiu e se escondeu em Triunfo, onde foi localizado pelos agentes que estavam munidos do mandado de prisão preventiva.

Já a detenção do outro indivíduo foi em flagrante por posse ilegal de arma de fogo. Ele tinha um revólver calibre 38 com munição escondido no bolso de um casaco. Conforme os policiais civis, a arma era utilizada para ameaçar a esposa e a filha de dez anos.

A delegada Clarissa Clarissa destacou a importância da Lei Maria da Penha no combate da violência doméstica e familiar contra a mulher. “O Brasil conta com um importante instrumento em combate à violência doméstica, sendo a Lei Maria da Penha considerada uma das melhores legislações do mundo. A Deam de Canoas marca o aniversário de 14 anos da Lei mostrando à comunidade a sua eficácia e a importância de denunciar os agressores”, ressaltou.

Já o diretor da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (2ªDPRM), delegado Mario Souza, lembrou que o enfrentamento à violência contra a mulher é uma das prioridades da atual gestão. “É necessário que a população perceba a importância de ser protagonista no combate à violência doméstica. Todos nós podemos ajudar uma mulher que está inserida em um contexto de violência a se desvencilhar do agressor”, observou.


Fonte: Correio do Povo


About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.