Notícia

Prefeito de Porto Alegre mantém igrejas fechadas mas libera o futebol


Foto: Montagem com fotos de Wesley Santos / Agência Pressdigital & Inter / Divulgação / CP memória

Porto Alegre - O prefeito Nelson Marchezan Júnior anunciou em videoconferência, no Facebook, a liberação da Arena do Grêmio e do estádio Beira-Rio, do Inter, para os jogos de domingo das semifinais do Gauchão. O chefe do Executivo explicou os motivos de ter mantido a proibição até esta sexta-feira.

“Vendo as experiências da FGF e dos clubes envolvidos, vamos fazer uma experiência, autorizando que os dois maiores clubes utilizem os maiores estádios do Estado neste domingo. Baseado no comprometimento das torcidas de não fazer aglomerações em nenhum momento, " afirmou o prefeito.

Ao liberar o futebol, Marchezan mantém os templos religiosos fechados na capital, conforme noticiou durante a semana o Jornal da Record. Diversas cidades gaúchas também estão na mesma situação. 

Em tempos de pandemia, momento em que o mundo foi forçado a parar, a saúde mental das pessoas também foi afetada, aumentando casos de ansiedade, depressão, insegurança. No entanto, os locais onde é possível se reconectar com a fé e a esperança foram fechados em várias cidades do país por conta de decretos municipais e estaduais, que proibiram a abertura de templos e igrejas. Um exemplo, no Paraná, um culto foi denunciado, mesmo respeitando normas e evitando aglomerações.

A igreja é um serviço essencial pelo apoio religioso que oferece num momento tão delicado, obedecendo, é claro, as orientações, como evitar aglomerações e respeitar a distância de pelo menos um metro entre as pessoas.

A abertura é considerada serviço essencial há quatro meses pelo presidente da república, Jair Bolsonaro. No entanto, centenas de prefeitos mantiveram fechados estabelecimentos religiosos.

A decisão, segundo cientistas políticos, pode custar caro nas próximas eleições municipais.

*Com informações do Correio do Povo e Portal R7

About Blog Missioneiro

1 comentários:

Tecnologia do Blogger.