Politica

Medidas mais restritivas não estão descartadas, diz Leite

Foto: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini
Neste sábado será anunciada a atualização dos riscos para cada região do Rio Grande do Sul, dentro do modelo do Distanciamento Controlado do governo do Estado. Apesar de o governador Eduardo Leite ter dito em transmissão virtual na tarde desta quinta-feira, que não há nada definido sobre a possibilidade de mudança para a bandeira preta em qualquer região, ele também alertou para a preocupação do governo com a situação da Região Metropolitana de Porto Alegre, que atualmente está em bandeira vermelha.

“Estamos observando, de fato, especialmente na região de Porto Alegre, um crescimento persistente de casos e de internações em leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), e aí está o grande ponto, pois a região e especialmente a Capital são estruturantes do sistema de saúde do Estado, temos uma concentração de estrutura na Região Metropolitana de Porto Alegre e se essa região tiver problemas, o Estado todo vai ter problemas”, declarou. Por conta disso, Leite reforçou que conta com a colaboração de todos, especialmente dos moradores da Capital e dos municípios do entorno.

“E se for o caso, se os indicadores apresentarem isso, haverá migração para a bandeira preta e se a partir disso, não houver alterações, iremos para medidas mais restritivas de circulação de pessoas, mas queremos evitar isso, e podemos, se os gaúchos colaborarem”, destacou.

Leite lembrou, mais uma vez, que esse é o momento mais crítico de demanda na nossa estrutura hospitalar. “Tenho muita confiança que o povo gaúcho atenderá a esse chamado para que fique em casa, especialmente nas próximas semanas, para que possamos atravessar esse momento”, afirmou.

Fonte: Correio do Povo

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.