Colunistas

Julho Amarelo destaca importância da prevenção, diagnóstico e tratamento das hepatites virais

28 de julho é o Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais 


POR: NUTRICIONISTA CLAUCIA GOMES LEDUR

De forma sucinta, as mais comuns são as HEPATITES VIRAIS A, B e C, mas existem as HEPATITES D, e E. Cada uma é provocada por um tipo de vírus e tem diferentes tratamentos; Ocorrem também as hepatites medicamentosas, alcoólicas ou bacteriana/ parasitarias, esta última a partir de determinados doenças, como tuberculose.

AMARELO, é devido à cor que geralmente o infectado fica quando a doença se manifesta.” Esses vírus atacam o fígado, e causa inflamação, sendo um dos maiores órgãos do corpo humano, entre as funções destaca-se no transporte do ferro, glicose, e gorduras.

Hepatite A, “hepatite do viajante”, transmitida pela via digestiva, por meio de água suja e carne mal cozida; Hepatites B e C pela via sanguínea, sexo sem proteção ou seringas e objetos cortantes, como exemplo, os aparelhos de manicures; Hepatite D transmitida via sanguínea, desenvolvida em portadores de hepatite B; Hepatite E é transmitida por via oral-fecal, ou seja, semelhante a Hepatite A por alimentos mal higienizados, exemplo, as frutas com a casca, e hortaliças mal higienizadas. 

OS SINTOMAS mais comuns são: cansaço, febre, vômitos, tontura, dor abdominal do lado direito, barriga inchada, pele e olhos amarelados.

“Lembrando da importância de realizar os TESTE GRATUITO nas unidades de saúde; Realizar o tratamento medicamentoso com o auxilio de médico Hepatologista e nutricional com Nutricionista, para evitar o desenvolvimento da cirrose (lesão) e câncer no fígado.” 

"Para controlar a hepatite, e para facilitar o trabalho do fígado, deve-se evitar os seguintes alimentos: álcool; refrigerantes; gorduras em gerais: frituras, e os alimentos de padarias ricos em gorduras saturadas (animal) e açúcar refinado (branco), como os bolos, biscoitos recheados, manteiga, creme de leite, chocolate; as carnes vermelhas, secas e defumadas; os alimentos ricos em sódio (sal); salgadinhos de pacote, Enlatados e embutidos: salsicha, salame, e temperos: os molhos industrializados, como a maionese, ketchup, mostarda, caldo de galinha; Dar preferência a leite e queijos desnatados; consumir alimentos integrais, como o arroz, massa e pão integral; carnes brancas, por exemplo, o peixe e frango sem gordura; frutas, e hortaliças; beber bastante água para ajudar a purificar o organismo; Deve fazer parte do tratamento, os alimentos anti-inflamatórios como o alho, a cebola, cúrcuma, o limão, inhame, maça, tomate e chá dente de leão. É importante procurar orientação nutricional personalizada, ou seja, conforme as suas necessidades e patologias. Utilize preservativo nas relações sexuais, e seringas descartáveis; Procure vacinar-se contra a hepatite B; e consumir água fervida, potável e alimentos naturais, e bem higienizados”.  

Dica da Nutri-♡ sopa detox, utilizando os ingredientes necessários para o tratamento  (y)

Por iniciativa do Brasil, a Organização Mundial de Saúde (OMS) instituiu, em 2010, o Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais. Desde então, a data vem sendo celebrada anualmente, em 28 de julho. As hepatites virais são a causa de morte de cerca de 1,7 milhão de pessoas, por ano, no mundo.

Nutricionista Claucia Gomes Ledur.👍 CRN2/ 13545D.


About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.