Polícia

Justiça prorroga por mais 30 dias prisão da mãe de menino morto em Planalto

Juíza acolheu pedido da polícia para estender a detenção. Advogados também haviam representado um pedido de soltura na sexta-feira (19).

Foto: Polícia Civil/Divulgação
A juíza Marilene Parizotto Campagna, da comarca de Planalto, no Norte do estado, prorrogou por mais 30 dias a prisão de Alexandra Dougokenski, nesta segunda-feira (22). Acusada de matar o filho, Rafael Mateus Winques, há cerca de um mês, ela confessou o assassinato, mas alega não ter tido intenção ao administrar um remédio contra a ansiedade para o menino dormir.

A prisão temporária, expedida pela Justiça, terminaria nesta terça (23). A defesa de Alexandra e a Polícia Civil representaram um pedido, na sexta (19). Os advogados reivindicavam a soltura após o período estabelecido e a polícia, a extensão da detenção.

A juíza entendeu que a manutenção da prisão é necessária para que a investigação siga ocorrendo sem prejuízo a provas e testemunhas. A magistrada destacou, ainda, que o endereço de residência da suspeita é o mesmo do crime, o que pode influenciar no andamento do inquérito.

Fonte: G1 RS

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.