Notícia

Bossoroca e outros 23 municípios da região estão na bandeira vermelha; veja lista

Nos 116 municípios atingidos pela medida, por ao menos duas semanas, apenas o comércio essencial poderá funcionar


Mapa do Distanciamento que vale de 15 a 21 de junho — Foto: Reprodução/Governo do RS
A atualização das bandeiras de risco no Rio Grande do Sul coloca 116 cidades gaúchas sob as regras da bandeira vermelha, de maior risco de transmissão de coronavírus, a partir de segunda-feira (15). Proporcionalmente, aproximadamente um quarto (23,3%) dos municípios do Estado passam ao nível alto de risco (veja lista ao final).

Os municípios impactados fazem parte das regiões de Caxias do Sul, Santa Maria, Santo Ângelo e Uruguaiana – reclassificadas com a bandeira vermelha, em anúncio feito neste sábado (13) pelo governo gaúcho.

Nas cidades atingidas pela medida, por ao menos duas semanas, apenas o comércio essencial poderá funcionar (como supermercados e farmácias). Restaurantes e lancherias também ficam proibidos de receber clientes, podendo atender somente por telentrega, drive-thru ou pegue e leve. Também não podem abrir as portas as academias, os templos religiosos, os clubes sociais e esportivos e os salões de beleza.

Nas cidades com bandeira vermelha, também não podem operar, presencialmente, os cursos livres (como idiomas e artes). Essa categoria de ensino será liberada, a partir de segunda-feira, para as regiões com bandeira amarela e laranja.

Veja a lista de cidades com bandeira vermelha, por região:

Região de Santo Ângelo

  • Bossoroca
  • Caibaté
  • Cerro Largo
  • Dezesseis de Novembro
  • Entre-Ijuís
  • Eugênio de Castro
  • Garruchos
  • Guarani das Missões
  • Mato Queimado
  • Pirapó
  • Porto Xavier
  • Rolador
  • Roque Gonzales
  • Salvador das Missões
  • Santo Ângelo
  • Santo Antônio das Missões
  • São Borja
  • São Luiz Gonzaga
  • São Miguel das Missões
  • São Nicolau
  • São Pedro do Butiá
  • Sete de Setembro
  • Ubiretama
  • Vitória das Missões


OUTRAS REGIÕES 

Região de Caxias do Sul

  • Alto Feliz
  • Antônio Prado
  • Bento Gonçalves
  • Boa Vista do Sul
  • Bom Jesus
  • Bom Princípio
  • Campestre da Serra
  • Canela
  • Carlos Barbosa
  • Caxias do Sul
  • Coronel Pilar
  • Cotiporã
  • Esmeralda
  • Fagundes Varela
  • Farroupilha
  • Feliz
  • Flores da Cunha
  • Garibaldi
  • Gramado
  • Guabiju
  • Guaporé
  • Ipê
  • Jaquirana
  • Linha Nova
  • Monte Alegre dos Campos
  • Monte Belo do Sul
  • Muitos Capões
  • Nova Araçá
  • Nova Bassano
  • Nova Pádua
  • Nova Petrópolis
  • Nova Prata
  • Nova Roma do Sul
  • Paraí
  • Picada Café
  • Pinhal da Serra
  • Pinto Bandeira
  • Protásio Alves
  • Santa Tereza
  • São Jorge
  • São José dos Ausentes
  • São Marcos
  • São Vendelino
  • União da Serra
  • Vacaria
  • Vale Real
  • Veranópolis
  • Vila Flores
  • Vista Alegre do Prata


Região de Santa Maria

  • Agudo
  • Cacequi
  • Capão do Cipó
  • Dilermando de Aguiar
  • Dona Francisca
  • Faxinal do Soturno
  • Formigueiro
  • Itaara
  • Itacurubi
  • Ivorá
  • Jaguari
  • Jari
  • Júlio de Castilhos
  • Mata
  • Nova Esperança do Sul
  • Nova Palma
  • Paraíso do Sul
  • Pinhal Grande
  • Quevedos
  • Restinga Seca
  • Santa Maria
  • Santiago
  • São Francisco de Assis
  • São João do Polêsine
  • São Martinho da Serra
  • São Pedro do Sul
  • São Sepé
  • São Vicente do Sul
  • Silveira Martins
  • Toropi
  • Unistalda
  • Vila Nova do Sul


Região de Uruguaiana

  • Alegrete
  • Barra do Quaraí
  • Itaqui
  • Maçambara
  • Manoel Viana
  • Quaraí
  • Rosário do Sul
  • Santa Margarida do Sul
  • Santana do Livramento
  • São Gabriel
  • Uruguaiana

O que muda nas regiões com a bandeira vermelha

Nas regiões que migraram para a bandeira vermelha apenas serviços essenciais podem abrir, com 50% dos funcionários.

Restaurantes e lancherias só podem funcionar com sistema de tele-entrega, drive-thru e pegue e leve.

Em shoppings apenas lojas de serviços essenciais podem abrir, tais como farmácias, lavanderias e supermercados. Que só podem operar com 25% dos trabalhadores.

Aulas devem ser mantidas de forma remota. Os cursos livres devem permanecer fechados, assim como escola de ensino infantil, fundamental e médio e universidades.

Academias, missas e serviços religiosos, clubes sociais e esportivos (mesmo que com atendimento individual), e serviços de higiene pessoal, como cabeleireiro e barbeiro, são totalmente vedados.
Por: GABRIEL JACOBSEN
Fonte: GaúchaZH 

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.