Notícia

Engenheiros farão verificação da ponte sobre o Rio Piratini na RS-168, diz Costella

O secretário lembrou que a Policia Rodoviária Estadual vai ser acionada para fiscalizar e o Daer deverá repor as placas de sinalização com o alerta da ponte interditada para peso superior a 24 toneladas.

Foto: Jônitas Puchalski/Blog Missioneiro/Arquivo - Foto montagem blog
Nesta segunda-feira (27), o Secretário de Transportes do Rio Grande do Sul, Juvir Costella, foi questionado pela Rádio Missioneira, sobre o limite de toneladas da ponte do Rio Piratini que liga Bossoroca a São Luiz Gonzaga, na RS-168. 

O secretário diz que a ponte foi programada para carga máxima de 24 toneladas, mas em função da mobilidade de diversos caminhões acima do peso nesta ponte, chegando até 35 toneladas, sendo assim ela acaba sofrendo um desnível na laje de transição. 

Costella afirmou que “os engenheiros estão se deslocando no decorrer desta semana para a ponte e farão a verificação desta situação para não ter danos futuros em um curto espaço de tempo. ”  

Lembrou que a Policia Rodoviária Estadual vai ser acionada para fiscalizar e o Daer deverá repor as placas de sinalização com o alerta da ponte interditada para peso superior a 24 toneladas.

BOSSOROCA A SANTIAGO
Foram investidos aproximadamente dois milhões para deixar a RS-168 na condição de mobilidade, sobre o trecho sendo refeito 7.5 km, principalmente as pessoas ligadas a produção de grãos que utilizam a estrada diariamente. Juvir Costella, disse que há uma série de questões para manter a RS-168 no mínimo em boas condições e que este ano terão algumas dificuldades, pois os recursos municipais que viriam foram suspensos, sendo transferidos para a área da saúde, devido a pandemia do coronavírus.


Fonte: Rádio Missioneira

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.