Notícia

Aumento no número de casos de dengue preocupa Regiões Noroeste e Norte do RS


O aumento no número de casos de dengue vem preocupando cidades das Regiões Noroeste e Norte do Rio Grande do Sul. Em meio à pandemia de coronavírus, o estado tem o maior número de casos de dengue desde 2016.

Do início do mês de abril, onde eram 410 registros, o número triplicou para 1.232. Três Passos é a cidade com mais casos confirmados, com 217.

O prefeito do município José Carlos Amaral, expressa preocupação com a situação. "É muito preocupante, tanto que no início do mês decretamos situação de emergência relativo a epidemia de dengue aqui. Como medidas de enfrentamento estamos intensificando aquelas ações permanentes que mantemos com a nossa população", diz.

As cidades de Cerro Largo (139 casos), Santo Ângelo (104 casos), Santo Cristo (187 casos), Santa Rosa (69 casos), Três Passos (217 casos) e Constantina (193 casos) somam juntas 73,7% do total de casos de dengue no estado em 2020.

Nas cidades de Constantina, no Norte, e Santo Ângelo, na Região das Missões, as ações de combate foram reforçadas. Além das vistorias nos pátios das casas, também acontecem conversas com moradores para conscientização sobre a importância da eliminação de criadouros do mosquito.

"O importante é eliminarmos os criadouros para podermos eliminar o mosquito da dengue. Não adianta só a parte pública fazer o seu trabalho se as pessoas não entenderem, então precisamos do apoio de todos", destaca o coordenador da 12ª Coordenadoria Regional de Saúde, Iury Sommer Zabolotsky.

Em Santo Cristo, o mutirão organizado pela prefeitura contou com a ajuda de voluntários.

"Temos quase 200 casos em um município de 15 mil habitantes, então pra nós como voluntários e como moradores da cidade, achamos alarmante. Então resolvemos ajudar a saúde a eliminar os focos do mosquito", diz o presidente dos Bombeiros Voluntários da cidade, Gabriel Mallmann Noschang.

Em Santa Rosa foi feito trabalho de aplicação de inseticida nos bairros. "Estamos em um surto epidêmico de dengue, precisamos desenvolver ações rápidas e efetivas para eliminar os focos do mosquito", diz a diretora de atenção em Saúde, Alice Klein.

Fonte: G1 RS

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.