Rural

Vacinação contra a febre aftosa será antecipada no RS

Decisão, que teve aval da ministra Tereza Cristina, faz parte da estratégia do Estado para ser declarado como livre de aftosa sem vacinação

Foto: Seapec/CCommons
A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, concordou com o pedido de antecipação da campanha de vacinação  contra a febre aftosa para o rebanho gaúcho. A informação foi divulgada durante audiência na tarde desta quarta-feira (12) com comitiva  composta pelo governador Eduardo Leite, o presidente da Assembleia Legislativa, Ernani Polo, o secretário estadual da Agricultura, Covatti Filho, deputados estaduais e federais e o senador Luis Carlos Heinze (PP). 

Conforme o secretário estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho, a vacinação do rebanho será feita na primeira quinzena de março – em outros anos ocorria em etapas em maio e novembro. A definição da data de início depende da disponibilidade dos laboratórios que produzem a vacina.

“Também estamos fazendo uma série de seminários regionais em todo o Estado para expor aos nossos produtores e entidades os resultados da auditoria que o Ministério da Agricultura fez na nossa defesa agropecuária”, afirma o secretário.

"A antecipação possibilita ao RS buscar o status sanitário de área livre de aftosa sem vacinação junto com o Paraná. Essa possibilidade só se torna viável devido a um trabalho de mais de 20 anos do serviço oficial, a Secretaria Estadual da Agricultura e o Ministério da Agricultura, Fundesa (Fundo das cadeias produtivas) e entidades do setor privado", comentou Ernani Polo, que foi secretário da Agricultura do governo Sartori.

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.