Notícia

Policiais realizam protesto após morte de três colegas em duas semanas

Agentes e familiares fizeram caminhada até o Largo PM Valdeci de Abreu Lopes

Três policiais militares foram mortos em serviço recentemente 

Na manhã deste sábado (13), um grupo de policiais militares e civis realizou um protesto depois que três brigadianos foram mortos em serviço, num período de duas semanas. Servidores, amigos e familiares também participaram da caminhada, sob chuva, que partiu do Viaduto São Jorge, entre as esquinas entre a avenidas Bento Gonçalves e Salvador França. A marcha seguiu pela avenida Ipiranga, Silva Só até o Largo PM Valdeci de Abreu Lopes. 

O Largo, no cruzamento entre a Ipiranga e Silva Só, foi escolhido para o encerramento do protesto. O local é uma homenagem ao PM morto durante um confronto em 1990. "Ninguém respeita mais a Brigada Militar. Trabalhamos com receio hoje em dia", diz a soldado Laura Moraes, presente à caminhada de policiais em Porto Alegre que irá protestar contra as mortes de colegas em serviço.

O corpo do policial militar Gustavo de Azevedo Barbosa Júnior, de 26 anos, foi enterrado no fim da manhã da última quinta-feira em Porto Alegre. Ele foi atingido por tiro na cabeça em uma perseguição na Vila Cruzeiro, zona Sul da Capital.

Os PMs Rodrigo da Silva Seixas, de 32 anos, e Marcelo de Fraga Feijó, 30, foram baleados na noite do dia 26 de junho, em Porto Alegre. Em tiroteio, um suspeito também morreu no confronto. Na ocasião, durante o sepultamento dos policiais, agentes da Brigada e Polícia Civil fizeram um "sirenaço" aos soldados da BM.

Fonte: Correio do Povo

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.