Educação

Alunos e professores fazem paralisação em São Luiz Gonzaga contra bloqueios na educação

Fotos: CPERS / São Luiz Gonzaga 

Nesta quarta-feira (15), algumas escolas e universidades do Rio Grande do Sul amanheceram sem aula. A suspensão das atividades é como forma de protesto contra a decisão do governo federal de bloquear verbas das instituições de ensino federais.

Em março, foi publicado um decreto de programação orçamentária que estabelecia o contingenciamento de R$ 5,8 bilhões previstos para a educação. Em abril, o Ministério da Educação divulgou que todas as universidades e institutos federais teriam bloqueio de recursos. Em maio, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) informou sobre a suspensão da concessão de bolsas de mestrado e doutorado.

Segundo o governo federal, a queda na arrecadação obrigou a contenção de recursos. O bloqueio deverá voltar a ser avaliado posteriormente.

De acordo com o Ministério da Educação, o bloqueio é de 24,84% das chamadas despesas discricionárias — aquelas consideradas não obrigatórias, que incluem gastos como contas de água, luz, compra de material básico, contratação de terceirizados e realização de pesquisas.

Em São Luiz Gonzaga, a concentração ocorre na Praça da Matriz, em frente à sede da 32ª Coordenadoria Regional de Educação. Após, os participantes se deslocarão até a Escola Senador Pinheiro Machado, onde farão um tipo de abraço coletivo, em um ato simbólico em defesa da Educação. Conforme o diretor do 33º Núcleo do Cpers de São Luiz Gonzaga, Joner Marchi Nascimento, os participantes do ato na Praça levaram livros, para trocas durante a mobilização, simbolizando também a troca de conhecimento.


Blog Missioneiro, com informações do G1 RS e Rádio Missioneira









Fotos enviadas pelo whatsapp do CPERS / São Luiz Gonzaga para o Blog Missioneiro 

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.