Economia

Agência de Desenvolvimento de Santiago, explica projetos estratégicos para Brasil e China em Bossoroca

Bossoroca está em busca de recursos para para participar do Projeto

Reunião ocorreu no Auditório Municipal em Bossoroca - Foto: Jônitas Puchalski / Blog Missioneiro

Na noite desta segunda-feira (13), foi realizada uma reunião de discussões dos projetos estratégicos entre Brasil e China, no Auditório Municipal em Bossoroca. Participaram  várias lideranças do município de Bossoroca, bem como o prefeito  Puranci Barcelos de Santo Antônio das Missões (presidente da AMM). Também os convidados da Agância de Desenvolvimento de Santiago, representados por Ricardo Damian e Herton Dorneles Couceiro, onde trouxeram uma explanação aos presentes mais detalhes sobre projeto Brasil e China.

De acordo com Ricardo Damian, evidenciou que o município de Santiago levou para a China no ano passado em missão empresarial, como modelos diversas propostas. Ricardo comentou que a fazenda é um dos projetos que pode envolver a grande maioria dos municípios da região, pois poderá envolver a produção de cereais para a alimentação dos animais e a produção de etanol, abatedouro e indústria porque o envio de carne deverá ser temperada a vácuo, os ossos poderão ser utilizados para fabricação de proteína, esterco poderá ser utilizado no biodigestor, para fazer adubo e energia, entre outras possibilidades, as quais dependerão dos preços de venda.
Agância de Desenvolvimento de Santiago, representados por Ricardo Damian e Herton Dorneles Couceiro - Foto: Jônitas Puchalski / Blog Missioneiro
Uma parceria entre chineses e brasilleiros, teve o primeiro resultado desse encontro, a instalação de uma fábrica de rações em Santiago que seria a mais moderna do mundo nesse setor, com investimento de 50 milhões de dólares, o equivalente a R$ 180 milhões.

Durante a reunião surgiram vários questionamentos e sugestões, feitas por produtores. Uma delas é como seria a contribuição dos chineses nestes projetos, e conforme Damian, os chineses tem dinheiro e máquinas, eles poderão dispor do valor financeiro para investir na estrutura, o que consequentemente, poderá ter um teto, ou ainda poderão financiar.

Ricardo citou ainda, que, quanto mais industrializado o produto for para eles, melhor. Existe o interesse chinês de investir entre 185 e 370 milhões na implantação de uma fazenda orgânica para a criação de gado. A área, de mais de três mil hectares, receberia também um frigorífico. 

Herton Dorneles, comentou que também há interesse dos chineses na área de saúde, formação tecnológica, esportes, turismo, infraestrutura.

Uma das interessadas na região é a empresa Siet, do governo chinês, que congrega logística, aduana, porto, armazém e internacionalização para produtos estrangeiros. A região poderá ter esse canal direto na entrada de produtos com tarifas zero, como, por exemplo, o mel.

Na área de pesquisa, a comitiva manteve contato com a Tongji, uma das principais universidades chinesas, com especialidade em engenharia e arquitetura. Por meio dessa parceria, Santiago terá programa de pós nas áreas de arquitetura e engenharia, nas modalidades sanduíche (intercâmbio) ou EAD.

Uma reunião que durou pouco mais de 2 horas, pode ser sanadas diversas duvidas de possiveis produtores em entrar nessa parceria, que Santiago trás para região. Esta foi a segunda reunião em Bossoroca.


Blog Missioneiro
Twitter: @blogmissioneiro
Siga no Facebook @blogmissioneiro

Fotos: Jônitas Puchalski / Blog Missioneiro


About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.