Polícia

Segundo dia de julgamento é encerrado após depoimento de seis testemunhas

Segundo dia de julgamento do caso Bernardo é encerrado após depoimento de seis testemunhas

Segundo dia de julgamento do caso Bernardo é encerrado após depoimento de seis testemunhas. Fotos: Arte / Zero Hora

O júri do Fórum de Três Passos retomou nesta terça-feira (12) o julgamento dos quatro acusados de assassinar o menino Bernardo Boldrini, morto há quase cinco anos. O pai, Leandro Boldrini, e a madrasta, Graciele Ugulini, foram presos pelo crime, assim como Edelvânia e Evandro Wirganovicz — eles respondem por homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

O segundo dia de julgamento teve o depoimento de seis testemunhas. Juçara Petry, a quem Bernardo adotou afetivamente como mãe, foi a primeira a depor. Na sequência, falaram Ariane Schmitt, psicóloga do menino, Andressa Wagner, ex-secretária de Leandro, Lori Heller, ex-babá do garoto, Marlise Cecília Henz, técnica em enfermagem que trabalhou com o pai da criança, e Rosângela Andreia Pinheiro, que trabalhou no mesmo hospital que Boldrini.

Na quarta (13), o julgamento será retomado a partir das 9h.

De acordo com o Tribunal de Justiça, o julgamento deve durar cinco dias. A Brigada Militar (BM) preparou um esquema de segurança para evitar a aglomeração de pessoas nas proximidades do prédio.

Na segunda-feira (12), duas testemunhas prestaram depoimento: as delegadas Caroline Bamberg Machado, que falou por cerca de quatro horas e meia, e Cristiane de Moura e Silva, que depôs por mais de três horas. O site do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ) transmitiu imagens ao vivo do julgamento.

Fonte: Gaúcha ZH

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.