Notícia

Ainda sem solução, segue a mesma situação sobre ponte do Rio Piratini na ERS-168

A obra necessita de projeto específico e ainda não tem prazo para ser executada.

Fotos: Jônitas Puchalski/Blog Missioneiro

Como já noticiamos, na semana passada, trecho da ERS 168 sobre a ponte do Rio Piratini foi interditado pelo DAER (Departamento Autônomo de Estradas e Rodagem), sendo proibida a passagem de veículos carregados com mais de 24 toneladas. O ato emergencial foi tomado devido às precárias condições observadas nas cabeceiras da ponte. 

Segundo leitores do Blog, que passam todos os dias pela rodovia, ainda há caminhões com cargas passando sobre a via, não respeitando o aviso de carga máxima permitida de 24 toneladas. Conforme a Polícia Rodoviária Estadual, a passagem até esse limite é responsabilidade do DAER, quem transitar com tonelagem maior, as consequências serão da responsabilidade do motorista, que também poderá ser notificado pela fiscalização que está instalada ao longo da RS-168.

Nas cabeceiras, foram colocadas placas de sinalização alertando os motoristas. Segundo o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), a limitação de carga é para preservar a segurança dos motoristas até que haja um reforço na estrutura, obra que necessita de projeto específico e ainda não tem prazo para ser executada. A autarquia informa ainda que trânsito ocorre normalmente para veículos leves, e caminhões e bitrens podem fazer o desvio por São Borja (BR 285) e Santa Maria.

A estrada é muito utilizada como via de acesso ao Porto de Rio Grande, motoristas tiveram que optar por outros acesos, como Cruz Alta, por exemplo. Este problema da ponte problema que se soma com o trecho da RS 168 entre Bossoroca e Santiago que são os buracos sobre a via, vindo a dificultar o escoamento da produção.

De acordo com o servidor do DAER sediado em São Borja, Reginaldo Loureiro, os reparos precisam ser feitos no meio da ponte. Explicou que sendo uma ponte muito alta e antiga, é preciso revitalizar os pontos de encontro da estrutura, a fim de preservar o conjunto.


Nota-se as rachaduras nas cabeceiras e sobre o meio da ponte, como na imagem acima. A uma espera de diagnóstico do DAER ainda para esta terça ou até a próxima quarta-feira. 


Blog Missioneiro








About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.