Polícia

Operação da PF prende 10 no RS suspeitos de tráfico internacional de drogas e de dinheiro

Operação investiga movimentação de R$ 1,4 bilhão em lavagem de dinheiro do tráfico

Foto: Polícia Federal / Divulgação

Vinte e uma pessoas foram presas em uma operação da Polícia Federal e da Receita Federal do Brasil, na manhã desta quinta-feira (29).  Elas são suspeitas de tráfico internacional de drogas, lavagem de dinheiro e crimes contra o sistema financeiro nacional no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Goiás. Duas pessoas, com prisão temporária, ainda não foram localizadas.
Foto: Polícia Federal / Divulgação
No Rio Grande do Sul, 10 suspeitos foram presos. Entre eles, o chefe do grupo que já estava preso desde o ano passado, mas que continuava comandando o esquema de dentro Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc).

Os policiais saíram às ruas para cumprir 23 mandados de prisão e 40 de busca e apreensão para sequestro e bloqueio de imóveis, fazendas, aeronaves, embarcações, veículos e contas bancárias, estimados em mais de R$ 25 milhões.
Foto: Polícia Federal / Divulgação

Em São Paulo, a PF prendeu outros seis. Na casa de um dos doleiros, foram encontrados dólares em uma máquina de lavar roupa. Dentro dela, foram contabilizados 330 mil dólares, 10 mil euros e R$ 57 mil. Quatro foram presos no Mato Grosso do Sul, onde seis aviões agrícolas foram apreendidos. Um outro suspeito foi preso em Goiás.

Prisões por cidade
Foto: Polícia Federal / Divulgação


RIO GRANDE DO SUL
Tramandaí: 1
Cachoeirinha: 3
Gravataí: 1
Novo Hamburgo: 1
Uruguaiana: 2
Charqueadas: 1
Itaqui: 1



  Na região, uma fazenda em Capão do Cipó também foi alvo da operação. Com as investigações, a Polícia Federal identificou que aviões partiam de Mato Grosso do Sul para serem carregados com grande quantidade de cocaína (em média 500 quilos) na Bolívia e seguiam até o Rio Grande do Sul, onde pousavam em fazendas adquiridas pela organização criminosa. Posteriormente, a droga seguia por via rodoviária para outros estados e permanecia em depósitos até ser despachada para a Europa através de portos brasileiros.
Foto: Polícia Federal / Divulgação

De acordo com os policiais, até agora, foi possível comprovar o envio de 2,2 toneladas de cocaína do Brasil para a Europa pelo grupo criminoso. A droga era enviada em blocos de concreto.

Os traficantes usavam doleiros em São Paulo para o pagamento das transações do tráfico de drogas no exterior. A organização criminosa movimentou cerca de R$ 1,4 bilhão nos últimos três anos.


Fonte: G1

Foto: Polícia Federal / Divulgação

Foto: Polícia Federal / Divulgação

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.