Geral

Jaguari entra no mapa do turismo brasileiro e deve receber recursos federais na área


O Ministério do Turismo, por meio do Programa de Regionalização do Turismo, emitiu o certificado que comprova que o município de Jaguari é integrante do Mapa do Turismo Brasileiro - 2017 - 2019. Com isso, o município da região do Vale do Jaguari, poderá ter acesso a recurso de programas do governo federal nesta área.

Com uma população de 10,9 mil habitantes, conforme a última atualização do IBGE, de 2018, Jaguari é considerada umas cidades com maior potencial turístico no Vale do Jaguari. O município é conhecido em todo o Estado pelo Carnaval de Rua, reconhecido como o maior do interior do Rio Grande do Sul. O evento anual reúne cerca de 15 mil por noite. Jaguari também é reconhecido pela produção de vinhos de mesa, cachaça, salames e queijo. 

O município, que tem uma população em sua maioria de descendentes italianos, ainda é conhecido como Cidade das Belezas Naturais, com atrativos turísticos que encantam visitantes de várias regiões do Estado. Entre os pontos turísticos mais destacados estão o Balneário Fernando Schilling, a Reserva Cerro Chapadão, a Gruta da Fontana Freda e o Cerro do Obelisco.

PONTOS TURÍSTICOS

Rota Nostra Colônia

Rota turística e gastronômica localizada na localidade de Chapadão, com estabelecimentos que oferecem produtos coloniais, vinhos, cachaça, cucas, pães, doces cristalizados e outras delícias da culinária italiana

Balneário Fernando Schilling

Localizado às margens do Rio Jaguari, oferece praia de água doce, atraindo centenas de visitantes da região e de outras partes do Estado

Cerro do Obelisco

Possui um monumento construído em 1923 em comemoração ao Centenário da Independência do Brasil. Durante a subida, podem ser observadas placas com imagens da Via Sacra. O morro oferece uma bela vista da cidade

Barragem das Furnas do Segredo

Fica na divisa de Jaguari com o município de Jari

Outros atrativos

Jaguari também possui um museu municipal (Manoel Couto), a Igreja Matriz, o pórtico de entrada da cidade, e as pontes centenárias da Viação Férrea e Rodoviária Júlio de Castilhos (reconstruída após o desmoronamento de um vão em 30 de maio de 2015) sobre o Rio Jaguari.

Fonte: Diário de Santa Maria

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.