Geral

Temporal em Pelotas destelha casas, posto e loja

Posto teve o telhado arrancado com a força do vento | Foto: Angélica Silveira / Especial / CP

A manhã de domingo foi para contabilizar os prejuízos e arrumar tudo aquilo que o vento e a chuva da noite de sábado danificaram em Pelotas, no sul do Estado. Soldados do Exército, funcionários da CEEE e da prefeitura trabalharam para restabelecer o fornecimento de energia elétrica e retirar o telhado de um estabelecimento comercial que caiu na avenida Ferreira Viana e sobre a subestação e energia Pelotas I durante o temporal. 

A estrutura atingiu dois carros e uma pessoa ficou ferida sem gravidade. Um posto de combustíveis na rua Comendador Dias Mazza com Domingos de Almeida também teve o telhado arrancado com a força dos ventos, que chegaram a 110 km/h na cidade. O local ficou destruído, com as bombas no chão. Muitas árvores caíram, obstruindo várias avenidas pela cidade, entre elas, uma em cima de uma parada de ônibus na avenida Domingos de Almeida. Conforme a assessoria de comunicação da CEEE, 158 mil clientes chegaram  a ficar sem energia na cidade. Por volta das 15h30min, este número tinha caído para 75 mil. Os ventos também causaram desabastecimento de água e destelhamentos.

• Ventos de até 83km/h derrubam árvores e destelham casas em Porto Alegre

Segundo a Defesa Civil municipal, dez casas foram destelhadas. A falta de luz também causou problemas em três estações de tratamento de água ocasionando desabastecimento na cidade. O Serviço Autônomo de Abastecimento de Água de Pelotas (Sanep) segue trabalhando para reverter a situação totalmente nesta segunda-feira.


Correio do Povo

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.