Polícia

Cidades da região são alvo de operação da Polícia Civil em combate a homicídios e tráfico de drogas

Fotos: Polícia Civil /  Rafael Nemitz / Divulgação

Nesta quarta-feira (12), a Polícia Civil deflagrou a Operação Thanatos Fase II, originada de instauração de inquérito policial para apurar a autoria do homicídio de duas pessoas na noite de 16 de maio deste ano, em Itaqui. Na operação, coordenada pela Delegacia de Polícia de Itaqui, onze pessoas foram presas. Durante a ação foram apreendidos três revólveres, 2,8 quilos de maconha, munições, celulares e diversos objetos.

Os homicídios ocorreram na rua Sany Fontoura Silva. Na data do fato, as vítimas foram alvejadas por diversos disparos de arma de fogo, tendo sido encontrados, no local do crime, diversos estojos de munição calibre 9mm e uma porção de substância com características semelhantes à maconha.


Aproximadamente 180 policiais civis cumpriram 13 mandados de prisão, sendo três preventivas referentes aos autores e mandantes dos crimes de homicídio, 10 temporárias com relação ao tráfico de drogas, além de 32 mandados de busca e apreensão em Itaqui, Uruguaiana, São Borja e Charqueadas.

Segundo a delegada Elisandra Mattoso Batista, titular da DP de Itaqui, num trabalho focado, principalmente na análise da extração de dados dos telefones celulares, foi possível identificar todas as pessoas que estavam na casa em que ocorreu o crime e que ainda não integravam o rol de vítimas e testemunhas no inquérito, como também propiciou estabelecer a atuação de alguns investigados na prática do crime de tráfico de drogas. “Após tomarmos a termo os depoimentos de algumas testemunhas, reinquirirmos as vítimas sobreviventes e fazermos a análise dos dados extraídos do telefone de uma das vítimas, representamos pela expedição de alguns mandados de busca e apreensão na cidade de Itaqui, quando foram presas em flagrante delito 11 pessoas e apreendidos diversos objetos, dentre os quais destacamos vários telefones celulares. As investigações apontaram que o local em que ocorreram as mortes era um ponto de tráfico de drogas e que uma das vítimas era traficante”, disse a delegada.

Para a delegada Elisandra, a motivação do crime ainda não está demonstrada de forma cabal. “A motivação orbita entre uma ação revanchista por parte dos familiares de um indivíduo morto em um assalto, em decorrência de um disparo de arma de fogo efetuado por uma das vítimas, convergindo também para uma disputa por pontos de tráfico de drogas de facções rivais, assim como também não se pode descartar alguma causa ainda desconhecida”, completou Elisandra.

Conforme o que foi apurado até o momento, o suspeito de ser mandante do crime é um detento que, atualmente, cumpre pena no Presídio de Charqueadas.

Ainda foram encontrados nos autos, indícios e provas da existência do crime de lavagem de dinheiro de uma facção criminosa, principalmente nas cidades de Itaqui e São Borja.

A operação também contou com a participação da Divisão de Apoio Aéreo, com o emprego do helicóptero da Polícia Civil.



Fonte: Rafael Nemitz

About Blog Missioneiro

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.